Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

O leão de Nemeia

πρῶτον μὲν οὖν ἐπέταξεν αὐτῷ τοῦ Νεμέου λέοντος τὴν δορὰν κομίζειν·.
Apollod 2.5.1

Primeiro, 〈Euristeu〉 ordenou-lhe trazer a pele do leão de Neméia.

 
 
Héracles e o leão

Filho de Equidna e de Ortro, irmão da Esfinge de Tebas, o feroz Leão de Nemeia era de tamanho descomunal e ainda por cima invulnerável. Devastava a região de Nemeia, perto de Micenas e de Corinto, e devorava rebanhos e pessoas do lugar. Euristeu mandou Héracles acabar com o monstro.

Héracles primeiro tentou atingir o gigantesco leão com a clava e depois com as flechas, sem sucesso. Com súbita inspiração, encurralou-o em seu próprio antro, atacou-o diretamente, prendendo-o em seus braços, e apertou até o monstro morrer asfixiado. Morto o leão, Héracles esfolou-o com as próprias garras e passou a vestir a pele invulnerável, daí em diante uma de suas marcas registradas.

Em Nemeia, Héracles recebeu a hospitalidade de um camponês pobre, Molorco, cujo filho havia sido morto pelo leão, e que forneceu ao herói seu único carneiro para que ele, em agradecimento, fizesse um sacrifício a Zeus. Nesse local, Héracles instituiu os Jogos Nemeus em honra de seu pai.

De acordo com algumas versões tardias, Hera colocou o leão nos céus, formando uma das constelações do zodíaco (Leo, a Constelação do Leão, entre Cancer, a oeste, e Virgo, a leste).

Fontes antigas

A mais antiga referência a esse trabalho está na Teogonia de Hesíodo (Hes. Th. 327-32). Outros textos têm breves referências, relatos resumidos ou descrições completas do 1º trabalho.

Os mais importantes são: Píndaro (I. 6.41-9), Baquílides (Fr. 9;13), Calímaco (Aet. 55-9), Teócrito (Id. 25), Pseudo-Eratóstenes (Cat. 12), Diodoro Sículo (4.11.3) e o Pseudo-Apolodoro (2.5.1 — a primeira frase está na epígrafe).

A luta entre Héracles e o leão de Nemeia é um dos mais antigos trabalhos representados em obras artísticas (-750/-700) e, também, o mais representado, notadamente na cerâmica do Período Arcaico da segunda metade do século -VII em diante. Acima de 700 vasos de figuras negras e cerca de 100 vasos de figuras vermelhas com esse tema chegaram até nós.

A cena mais comum mostra o herói desarmado, com ou sem barba, atracado com o leão pela frente, de pé ou no chão [Ilum. 0085]. As armas estão muitas vezes longe ou penduradas em um arbusto.

Influências

O episódio inspirou um dos idílios de Teócrito, Héracles, o matador de leões (Theoc. Id. 25).

Outras iluminuras

 
Héracles e o leão II.
 
Héracles e o leão I.
 
Héracles contra as doenças.
 
Letra decorada com Héracles e o leão.
Basileia, referência desconhecida

Créditos das ilustrações

i1201Héracles e o leão → Ver comentários.
i0950Héracles e o leão II → Ver comentários.
i0085Héracles e o leão I → Ver comentários.
i0943Héracles contra as doenças → Ver comentários.
i0097Letra decorada com Héracles e o leão → Ver comentários.

Em outras partes do Portal

Links externos

Imprenta

Artigo nº 0029
publicado em 10/03/1998.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. O leão de Nemeia. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0029. Consulta: 28/04/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 25/03/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017