Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

Atalanta, Meleagro e o javali de Cálidon

 
Atalanta em Cálidon

Os dois mais importantes personagens da lenda do javali de Cálidon são Atalanta (gr. Ἀταλάντη), cuja lenda tem alguns paralelos com a da deusa Ártemis, e Meleagro (gr. Μελέαγρος), herói da Etólia.

Atalanta

A origem de Atalanta, heroína da Arcádia, é um tanto controvertida. Na versão mais difundida ela é filha de Esqueneu, um dos filhos de Átamas, irmão de Sísifo, nascido algum tempo depois que o pai foi viver na Tessália.

Esqueneu, que desejava um filho homem, expôs a menina logo após o nascimento; uma ursa, porém, alimentou a criança até que caçadores da região a salvaram. Atalanta cresceu entre eles e logo se tornou uma exímia caçadora e, ao lado de vários heróis gregos, participou da caçada ao javali de Cálidon (ver adiante). Nos jogos fúnebres de Pélias, venceu Peleu, futuro pai de Aquiles, em uma luta. A parte mais interessante de sua lenda, no entanto, reside em seu desinteresse pelo casamento. Para desestimular os pretendentes, estipulou que se casaria somente com aquele que a vencesse numa corrida e, ainda, que mataria os perdedores.

Atalanta era uma bela moça e atraiu muitos jovens; só que era, além de bela, muito rápida, e assim venceu e matou muitos pretendentes. Certo dia, porém, ela foi desafiada por Hipômenes (ou Melânion, conforme a versão), protegido de Afrodite, de quem recebera alguns pomos de ouro. Durante a corrida, toda vez que Atalanta se aproximava, ele jogava um dos pomos aos seus pés e a moça, ao pegá-los, se atrasava. Desse modo, Hipômenes venceu e Atalanta desposou-o.

Conta-se que, anos depois, durante uma caçada, Hipômenes e Atalanta se uniram dentro de um templo de Zeus (ou de Cibele) e o deus, enfurecido com o sacrilégio, transformou-os em leões. O casal teve um filho, Partenopeu, que participou do episódio dos Sete contra Tebas. Em algumas versões da lenda, Partenopeu é filho de Meleagro, com quem Atalanta teria tido uma aventura.

Eneu, Meleagro e o javali

Meleagro era filho de Eneu, rei da Etólia, a quem o deus Dioniso presenteara com a primeira vinha[1], e de Alteia, irmã de Leda; uma de suas irmãs, Djanira, iria se tornar esposa de Héracles. Consta que, logo que Meleagro nasceu, Alteia recebeu a visita das três Moiras; ao ouvir das velhas deusas que a vida do filho estava ligada a um tição que ardia na lareira, Alteia imediatamente apagou-o e escondeu-o em lugar seguro.

Anos depois, quando Meleagro já estava casado com Cleópatra Alcíone, filha de Idas, Eneu ofereceu um sacrifício a todos os deuses e se esqueceu de mencionar Ártemis. A deusa, encolerizada, enviou a Cálidon um feroz e gigantesco javali que passou a devastar toda a região.

Eneu convocou os mais nobres guerreiros para participar da caçada ao perigoso animal, e quase todos atenderam o chamado: Meleagro, seu filho, e Drias, filho de Ares, de Cálidon; Idas e Linceu, da Messênia; Castor e Polideuces, de Esparta, primos de Meleagro; Teseu, de Atenas; Admeto, de Feras; Anceu e Cefeu, da Arcádia; Jasão, de Iolcos; Íficles, irmão gêmeo de Héracles, de Tebas; Pirítoo, de Larissa; Télamon, de Salamina; Peleu e seu sogro Euritíon, da Ftia; Anfiarau, de Argos. Vieram também os tios maternos de Meleagro, que pertenciam a um povo vizinho, os curetes, e a virgem-caçadora da Arcádia, Atalanta.

Os guerreiros, a princípio, se recusaram a caçar em companhia de uma mulher; Meleagro, porém, fascinado pela beleza da moça, convenceu-os. A caçada durou seis dias e três homens pereceram na empreitada: Anceu e um tal de Hileu, mortos pelo javali; e Euritíon, morto acidentalmente por Peleu. Atalanta foi a primeira a atingir o animal com uma flechada; Anfiarau também o acertou mas, por fim, foi Meleagro quem matou o javali com uma lança.

A morte de Meleagro

Meleagro, matador do monstro, tinha direito à cabeça e à pele do animal, porém decidiu presentear Atalanta com elas. Os irmãos de Alteia, seus tios, revoltados com o fato de uma simples mulher ficar com os troféus da caçada, quiseram tomá-los à força. Na luta que se seguiu, Meleagro matou os tios e assegurou o direito de Atalanta aos despojos. Numa das versões da história, Alteia, mãe de Meleagro, enfurecida pela morte dos irmãos, lançou ao fogo o tição que escondera e, quando ele se consumiu, Meleagro morreu. Mais tarde, arrependida, enforcou-se, assim como Cleópatra, a esposa de Meleagro.

Ártemis, em outra versão mais antiga da lenda, provocou uma disputa entre os curetes, povo de Alteia e de seus irmãos, e os etólios, povo de Eneu, logo depois da morte do javali. Durante a luta Meleagro matou os tios e Alteia amaldiçou o filho por isso. Revoltado, ele se retirou da luta e, com isso, os curetes começaram a vencer. Os etólios recuaram cada vez mais e sua cidade foi invadida. Os sacerdotes, o pai, a mãe, os amigos, todos imploraram, em vão, que Meleagro voltasse a lutar. Somente quando o inimigo estava atacando sua casa e o herói viu a esposa, Cleópatra Alcíone, em perigo, retomou as armas e voltou a lutar. Os etólios, graças à sua intervenção, venceram os curetes; Meleagro, porém, morreu no combate.

Outras iluminuras

 
Luta entre Atalanta e Peleu.
 
Atalanta e Hipômenes.
 
Eneu, Nesso e Dejanira.
 
Caça ao javali de Cálidon.
 
Vaso François.
Florença, Museu Arqueológico Nacional
 
Papiro mitológico em grego.

Notas

  1. O vinho, segundo o Pseudo-Apolodoro, só se tornou conhecido dos homens na época de Eneu, rei da Etólia. Conta-se que um cabreiro do rei seguiu um bode que vivia se afastando do rebanho e parecia estar sempre saciado e viu-o devorando o fruto da vinha, planta até então desconhecida. Eneu, orientado por Dioniso, usou as uvas para fazer o vinho e descobriu as propriedades embriagadoras da bebida. Consta que, ao se misturar água ao vinho pela primeira vez, foi utilizada a água do deus-rio Aqueloo.

Créditos das ilustrações

i0893Atalanta em Cálidon → Ver comentários.
i0891Luta entre Atalanta e Peleu → Ver comentários.
i0894Atalanta e Hipômenes → Ver comentários.
i0895Eneu, Nesso e Dejanira → Ver comentários.
i0647Caça ao javali de Cálidon → Ver comentários.
i0281Vaso François → Ver comentários.
i0818Papiro mitológico em grego → Ver comentários.

Links externos

Imprenta

Artigo nº 0440
publicado em 14/07/2002.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Atalanta, Meleagro e o javali de Cálidon. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0440. Consulta: 28/04/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 25/03/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017