Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO
790 palavras

Nice e outros filhos de Estige

 
A Nice de Delos

A oceânide Estige (gr. Στίξ), filha dos titãs Oceano e Tétis, uniu-se a Palas (gr. Πάλλας), filho do titã Crio e de Euríbia, filha de Ponto, e teve quatro filhos.

0666

A importância de Palas se restringe à sua função geracional, mas Estige e os filhos do casal partiparam da titanomaquia, tendo sido os primeiros a atender a convocação de Zeus.

Todos os quatro filhos são entidades abstratas que representam as qualidades que Zeus necessitava para vencer os titãs: Zelo (gr. Ζῆλος) representa o ardor; Crato (gr. Κράτος), o poder; e Bias (gr. Βίας), a violência. Nice, a única filha, personifica a vitória de Zeus e, por extensão, a vitória em todas as disputas.

Depois da titanomaquia, os filhos de Estige se tornaram extensões dos atributos divinos do “pai dos deuses”, o grande vencedor da guerra. E Estige, honrada por Zeus pela participação da família no esforço de guerra, se tornou a sagrada água em nome da qual os deuses pronunciavam seus juramentos.

Nice

Cécrops e Nice

Nice (gr. Νίκη) não participa diretamente de nenhuma das histórias antigas De acordo com Baquílides (11.1-7), ela tem assento ao lado de Zeus e julga a ‘excelência’ (gr. ἀρετή) de mortais e imortais; para Píndaro (Nemeia 5.42), o vencedor caía em seus braços.

Como personificação e símbolo da vitória, Nice tem significativa importância iconográfica e cultual. Sua principal característica eram as asas (Aristófanes, Aves 574), mas a deusa nem sempre era representada durante o voo; em algumas esculturas, ela simplesmente corria [Ilum. 0869]. Às vezes ela era representada dirigindo bigas e quadrigas [Ilum. 1364].

Imagens femininas aladas (vasos, estatuetas, etc.) sem identificação específica quase sempre representam Íris ou Nice (às vezes, Éris) e muitas são chamadas, nem sempre corretamente, de “vitórias”. As duas mais célebres representações de Nice com asas são a Nice de Peônio, de -421, e a Vitória de Samotrácia, de -200/-190.

A Nice de Samotrácia

Vitoriosos em batalhas ou competições frequentemente lhe dedicavam, em muitos lugares, obras de arte em agradecimento. Em Olímpia, Nice era associada a Zeus em seu templo; em Atenas, era identificada com a deusa Atena, e não com Zeus. Reflexo disso é a célebre escultura de Fídias para a naos do Parthenon, que representava Atena com uma pequena Nice na mão direita [Ilum. 0280].

Havia em Atenas, de acordo com Pausânias (1.22.4), o templo da Νίκη Ἀπτέρου, 'Nice sem asas', assim chamado por causa da imagem de madeira (ξόανον) da deusa (5.26.6) com uma romã na mão direita (Suda ν.384, s.v. Νίκη Ἀθηνᾶ).

Em Olímpia ela era provavelmente cultuada juntamente com Zeus, em seu grande templo. Nas ocasiões apropriadas, os atenienses usavam seu nome como um dos epítetos de Atena, “Atena Nice”, e a cultuavam no belo e pequeno templo na parte sudoeste da acrópole [Ilum. 0774]. A imagem da deusa não tinha asas, para que ela nunca deixasse a pólis (Pausânias 3.15.7).

variantes

O poeta Nono (sæc. V), ao descrever a luta de Zeus contra Tífon no livro 2 da Dionisíaca, conta que Nice assumiu a forma de Letó para instigar Zeus à luta (205-36). Ela tinha um escudo, que ergueu para defender o pai (418-9), e também dirigiu sua carruagem (701-2).

 
Fontes

A fonte principal da genealogia é Hesíodo (Teogonia 383-403), secundado por Apolodoro (Biblioteca 1.2.4-5). Boa parte das informações concretas sobre a associação de Nice com a vitória vem de Baquílides (e.g. 11.9-14) e de numerosas citações de Pausânias. Ela tem papel ativo somente na tardia Dionísiaca de Nono, que podemos considerar apenas uma variante.

Fig. 0190. Crato e Bias seguram os braços de Prometeu.
Recepção

Crato e Bias são personagens do Prometeu Acorrentado, tragédia de meados do século -V atribuída a Ésquilo, na qual representam o poder de Zeus. Crato e mais raramente Bias às vezes aparecem em pinturas e ilustrações modernas do Prometeu.

Associada comumente à vitória em guerras (e.g. Sófocles, Antígona 148-51), Nice foi muitas vezes representada em moedas que evocavam vitórias nos jogos atléticos. Em geral a deusa aparece voando sobre o vencedor, com uma coroa nas mãos. Giuseppe Cassioli (1865-1942) utilizou esse tema no logotipo das Olimpíadas de 1928 e durante muito tempo ela foi representada assim no anverso nas medalhas olímpicas.

Nice coroa um vencedor

Na literatura, Nice era evocada com frequência por Baquílides (e mais raramente por Simônides e por Píndaro) ao cantar vitórias em jogos atléticos. Inspirou também um dos hinos órficos (nº 33) nos séculos II/IV, no qual o poeta a qualifica de θνητοῖσι ποθεινήν, ‘desejada pelos mortais’ (33.1).

Em nossos dias, a versão transliterada de Νίκη deu nome à ubíqua companhia de equipamentos esportivos Nike, e o nome da deusa está no radical de alguns nomes próprios muito utilizados, e.g. Nicolau, Nicholas, Nikita e numerosos outros diminutivos.

Iluminuras complementares

Créditos das ilustrações

i1340A Nice de Delos → Ver comentários.
i1214Cécrops I, Nice, Erictônio e as cecrópidas → Ver comentários.
i0134A Vitória Alada de Samotrácia → Ver comentários.
i1344Aretusa, Nice alada e quadriga → Ver comentários.
f0190Desenho de John Flaxman (1795) para a tradução de Richard Porson do Prometeu Acorrentado. Acervo: Wikimedia Commons. → / Domínio público.
i0869Nice correndo → Ver comentários.
i0143Nice de Peônio → Ver comentários.
i0416Atena Varvakeion → Ver comentários.
i1146Nice ajustando a sandália → Ver comentários.
i1155Moeda com Nice soprando a trombeta → Ver comentários.
i1364Nice, Héracles e centauros → Ver comentários.
i0273Divindade alada recolhe oferendas → Ver comentários.
i0774Templo de Atena Nice → Ver comentários.

Imprenta

Artigo nº 0666, publicado em 24/01/1999. Última atualização: 03/02/2019.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Nice e outros filhos de Estige. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0666. Consulta: 25/06/2019.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 20/06/2019 ← novidades Contato Outras páginas do autor Créditos
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2019