Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

Festivais e competições

 
Corrida a pé (estádio)

Rituais complexos, envolvendo sacrifícios e outras atividades em honra a uma divindade, ocorriam regularmente em datas espefícas e em santuários específicos. Essas festividades, denominadas “jogos” ou “festivais”, conforme o costume local e as atividades desenvolvidas, eram em geral patrocinadas pela pólis e constituíam uma das mais importantes manifestações religiosas do mundo grego.

Em alguns festivais, como os jogos celebrados em Olímpia, Nemeia, Ístmia (perto de Corinto) e Delfos, o público era constituído de gente de várias comunidades da Grécia; outros, como as Dafnefórias (Tebas), eram de alcance praticamente local. Com frequência, nos dias de festival não se trabalhava, não se guerreava; as festividades eram uma oportunidade ímpar para descanso, recreação e confraternização da comunidade.

Os festivais eram extremamente numerosos; muitos relacionavam-se diretamente com o ciclo do ano agrícola e eram celebrados após a colheita. Todos eles, praticamente, envolviam procissões, sacrifícios e festins comunitários, mais as atividades específicas de cada um. Os Jogos Olímpicos, por exemplo, tinham competições atléticas e corridas de cavalos; os Jogos Ístmicos, competições atléticas e um concurso musical; as Dionísias Urbanas, concursos de ditirambos, tragédias e comédias; as Hiacíntias, concurso de canto coral e dança.

As disputas predominantemente atléticas dos Jogos Olímpicos, dos Jogos Ístmicos, dos Jogos Nemeus e dos Jogos Píticos, de caráter pan-helênico, compunham uma espécie de circuito atlético anual, o περίοδος, que se repetia a cada quatro anos e que, a certa altura, passou a ser utilizado como calendário. No primeiro ano, havia jogos em Olímpia; no segundo e no quarto ano, em Ístmia e em Nemeia; e no terceiro ano, em Delfos. A cada ano, portanto, havia um ou dois concursos atléticos pan-helênicos. O de Olímpia, o mais antigo, começou em -776 (data tradicional) e era o de maior prestígio.

Os festivais gregos, além de honrar os deuses e fornecer entretenimento à população, estimulavam a economia local, a educação e as práticas atléticas, e também favoreciam o contato entre cidadãos de diferentes partes do mundo helênico.

Poetas e músicos tinham oportunidade de se apresentar e divulgar suas obras; artesãos, pintores, ceramistas, poetas e escultores eram frequentemente comissionados para celebrar, em obras de arte, os vencedores das competições — as odes de Píndaro e de Baquílides que chegaram até nós, por exemplo, foram comissionadas por vencedores dos jogos atléticos.

Outras iluminuras

 
Quadriga.
 
Dafnefórias.

Créditos das ilustrações

i0218Corrida a pé (estádio) → Ver comentários.
i0679Quadriga → Ver comentários.
i0534Dafnefórias → Ver comentários.

Em outras partes do Portal

Links externos

Imprenta

Artigo nº 0625
publicado em 14/08/2007.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Festivais e competições. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0625. Consulta: 17/11/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 10/11/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017