logo

O Cicládico Antigo

-3000 / -2000
 
O harpista sentado

As Cíclades tiveram, durante o Cicládico Antigo, três fases culturais distintas: Grotta-Pelos (-3000/-2650), Keros-Siros (-2650/-2400) e Kastri (-2400/-2200).

Durante a primeira fase, é possível que colonos da Grécia continental tenham chegado às ilhas; Keros-Siros foi a fase de maior prosperidade.

Fig. 0124. Muralhas com bastiões de Calandriani, Siros, c. -2500.

Havia cidadelas bem protegidas em Siros, Naxos e Delos; a de Kastri (Siros, -2650), situada em uma elevação (acrópole[1]), era cercada de muralhas duplas com torres circulares. É possível que além do comércio os ilhéus praticassem também a pirataria.

Os mais populares produtos das ilhas eram as famosas estatuetas cicládicas, esculturas de pedra polida e mármore, muito apreciadas e encontradas em grande quantidade por toda parte. De grande simplicidade e elegância, representavam figuras humanas com traços esquemáticos e abstratos.

O formato de alguns vasos cicládicos é notável: um dos tipos, com a forma de um urso ou porco-espinho bebendo, mostra considerável senso de humor; outro tipo, apelidado de “frigideira”, é a representação estilizada de uma vulva ou, talvez, de um útero. Algumas das “frigideiras” contêm as mais antigas imagens de embarcações do Egeu: barcos simples, sem mastro, com proas elevadas e grande quantidade de remos, muito selhantes a alguns barcos egípcios mil anos mais antigos.

Fig. 0125. Cortes de túmulos em cista. A: Siros, -2650/-2400: parede de pedras e laje. B: Paros, -2200/-2000: cobertura com duas lajes.

Os cemitérios, situados perto das povoações, continham diversas tumbas em cista[2], cobertas com uma laje. Os sepultamentos eram em geral individuais. Junto aos corpos, ricos presentes fúnebres: artefatos, armas, joias de cobre, bronze, chumbo, ouro e prata.

As estatuetas femininas e as frigideiras eram, aparentemente, versões da antiga deusa-mãe neolítica e é possível que fossem parte de algum tipo de ritual. A presença frequente desses objetos nas sepulturas sugere também que tinham um papel importante no culto dos mortos.

A [Ilum. 741b] dá ideia do aspecto que podem ter tido os locais de culto nessa época, provavelmente feitos de materiais perecíveis.

leia mais