Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

A pintura arcaica em painéis

 
Perseu perseguindo Medusa

Chegaram até nós pouquíssimos exemplares da pintura monumental arcaica que, além de paredes, eventualmente também decorava painéis de madeira e/ou de terracota. Nenhuma delas, infelizmente, parece de primeira linha.

É difícil sistematizar o estilo da época com base em algumas poucas peças, mas de modo geral pode-se dizer que as imagens tinham apenas duas dimensões e pareciam ampliações das cenas de vasos de figuras negras dos séculos -VII e -VI. Muito esquemáticas, as cenas caracterizam-se pela composição simples, pela pouca importância dada à perspectiva e pelo uso de poucas cores.

Depois do Período Micênico, as mais antigas pinturas conhecidas são as métopas de terracota do templo de Apolo em Thermon, erguido por volta de -640. As cenas, comparáveis às dos vasos coríntios de figuras negras da época, representavam figuras isoladas ou em pequenos grupos com apenas quatro cores: vermelho, preto, branco e marrom claro.

As pequenas placas de madeira descobertas na caverna de Pitsa, perto de Corinto, têm cerca de 15 cm de altura e são posteriores às métopas de Thermon em mais de um século (c. -530). A cena, mais complexa que a do exemplo anterior, parece representar uma família que se prepara para efetuar um sacrifício. As figuras foram pintadas em azul, vermelho, preto e marrom contra fundo branco.

Será lícito fazer inferências a respeito das grandes pinturas murais perdidas a partir de exemplos tão pequenos? A mesma questão envolve as pinturas descobertas nas tumbas etruscas mais antigas. Os afrescos etruscos mostram nítida influência grega mas, como nenhuma pintura mural do Período Arcaico foi descoberta até agora nos territórios gregos, não é apropriado tecer comparações ou fazer afirmações conclusivas. Considerando, porém, que as figuras, os trajes e outros elementos se parecem muito com as cenas de vasos gregos contemporâneos, temos que reconhecer que essas obras dão pelo menos uma ideia do que pode ter sido a pintura mural "provincial", criada na periferia do mundo grego arcaico.

Datam do final do século -VI duas placas de terracota descobertas na Ática. A primeira, pintada no mais puro estilo de figuras negras, mostra uma prótese (gr. πρόθεσις), "lamento fúnebre em volta do morto", e uma corrida de carruagens, temas comumente utilizados pelos pintores de vasos. As figuras são um tanto estáticas mas, como nos vasos, transmitem profundidade graças à sobreposição de elementos da cena.

A segunda placa, que mostra um guerreiro correndo, foi provavelmente pintada pelo decorador de vasos Eutímides; é a única pintura arcaica de autoria conhecida. Eutímides misturou aparentemente duas técnicas, a dos desenhos esquemáticos e a de figuras negras, porém sem recorrer às características incisões. Os elementos da cena foram colocados no mesmo plano e há apenas uma leve noção de perspectiva, sugerida pela inclinação do escudo; mas os ângulos dos braços e das pernas conseguem emprestar um certo movimento à figura.

Havia, certamente, pinturas murais semelhantes aos vasos de figuras vermelhas, mas há uma lacuna arqueológica entre a placa de Eutímides, datada de -510/-500, e o início do Período Clássico.

Outras iluminuras

 
Procissão sacrificial.
 
Simpósio etrusco.
 
Lamentação fúnebre.
 
Guerreiro correndo.

Créditos das ilustrações

i0713Perseu perseguindo Medusa → Ver comentários.
i0354Procissão sacrificial → Ver comentários.
i0772Simpósio etrusco → Ver comentários.
i0751Lamentação fúnebre → Ver comentários.
i0768Guerreiro correndo → Ver comentários.

Em outras partes do Portal

Imprenta

Artigo nº 0501
publicado em 14/12/2003. Atualização: 08/08/2004.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. A pintura arcaica em painéis. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0501. Consulta: 19/09/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 30/04/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017