Homero / Ilíada: livro 2

Seção: literatura grega
Ἰλιάς Β Ilias 2 Il. 2 (ou Hom. Il. 2) -750 / -725
página em construção

O segundo livro da Ilíada contém 877 versos e aborda o sonho enganador, a reconvocação das tropas e os catálogos de combatentes gregos e troianos.

iAtena

A deusa Atena faz uma importante intervenção e, no final, gregos e troianos estão alinhados, frente a frente e prontos para o reinício dos combates. Graças aos catálogos, boa parte dos principais personagens do poema fica devidamente apresentada.

Resumo

1-40 Para dar início a seu plano, Zeus envia um sonho enganador a Agamêmnon. Na forma de Nestor, o sonho convence o comandante de que ele conseguirá tomar Troia naquele dia. 41-86 Agamêmnon convoca uma assembleia e, aos conselheiros mais próximos, propõe colocar o exército à prova. Nestor aprova a ideia.

f0279
Fig. 0279. Odisseu castiga Térsites.

87-154 Agamêmnon anuncia às tropas que, após nove anos de lutas, os aqueus não conseguiram conquistar Ílion, a despeito de seu maior número, e que é hora de voltar para casa. Os soldados acreditam, correm imediatamente para os navios e começam a preparar o regresso; 155-82 diante disso, Hera pede que Atena impeça a corrida desordenada. A deusa desce até o acampamento e inspira Odisseu, 183-277 que consegue convencer os outros reis e seus soldados a voltar à assembleia, uns com boas palavras, outros, como o desbocado soldado Térsites, que tece pesadas críticas a Agamêmnon, com bem aplicadas bordoadas.

278-335 Contida a debandada, Odisseu repreende os soldados e lembra a todos o vaticínio de que Troia só cairá no décimo ano e 336-444 Nestor evoca os juramentos que todos fizeram. A seguir, aconselha Agamêmnon a organizar as hostes e incitá-las ao combate, o que ele faz depois que todos se alimentam e oferecem sacrifícios. 445-83 Os reis, por sua vez, instigam os soldados, que se posicionam organizadamente na planície diante de Troia.

iGuerreiros micênios

484-493 Após nova invocação à musa, o narrador 494-785 enumera os 29 contingentes gregos, suas cidades de origem, os heróis que os lideram e o número de navios nos quais vieram (“catálogo das naus”).

786-808 A deusa Íris avisa os troianos, reunidos em assembleia dentro dos muros da cidadela 809-15 e Heitor conduz os soldados troianos para fora. 816-77 Os 16 contingentes troianos, aliados inclusos, são a seguir catalogados de forma semelhante à dos gregos, porém bem mais resumida.

Influências

Térsites: discurso hídria ática de figuras vermelhas (Londres 1891,0629.3)

Catálogo

Edições e traduções

O Catálogo das Naus foi editado separadamente por Thomas Allen em 1921.

Passagens selecionadas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outros livros da Ilíada