Homero / Ilíada: livros 3-4

Seção: literatura grega
Ἰλιάς Γ-Δ Ilias 3-4 Il. 3-4 (ou Hom. Il. 3-4) -750 / -725
página em construção

O terceiro livro da Ilíada contém 461 versos e o quarto, 544 versos. Eles abordam o duelo de Páris com Menelau, a ruptura da trégua entre gregos e troianos e o reinício dos combates.

Resumo

Livro 3

Os dois exércitos se posicionam frente a frente; Páris, ao ver Menelau, assusta-se e é duramente reprovado por Heitor (1-75); propõe, então, um duelo individual com Menelau, prontamente aceito por ambas as partes (78-120). Enquanto isso, do alto da muralha de Troia, Helena identifica para o rei Príamo os principais chefes gregos (“teicoscopia”, 121-244).

iDuelo entre Menelau e Páris

Após um sacrifício, dá-se o duelo, vencido por Menelau (245-379); Afrodite, porém, salva Páris e o coloca em seu quarto, para onde Helena é também conduzida (380-448). Menelau enfurece-se (449-461).

Livro 4

Enquanto isso, os deuses decidem fazer com que a luta prossiga (1-72). Por instigação de Hera e de Atena, um arqueiro troiano fere Menelau (73-187), prontamente tratado pelo médico-guerreiro Macáon (188-219).

Agamêmnon passa novamente as tropas em revista e instiga os outros heróis à luta (220-418). Gregos e troianos começam, finalmente, a lutar, mas a batalha termina completamente equilibrada (419-544).

 

Edições e traduções

Edições isoladas: Bowie (2019, Livro 3).