Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

Héstia

... faltam algumas partes!
EM CONSTRUÇÃO...
c
 
Vesta

Héstia (gr. Ἑστιά), a primeira filha dos titãs Crono e Reia, foi devorada pelo pai como seus outros irmãos, mas Zeus obrigou Crono a regurgitá-la depois da titanomaquia. Como Crono expeliu os filhos em ordem inversa e Héstia foi a última a sair, ela é considerada a um só tempo filha mais velha e filha mais nova de Crono (h. Ven. 21-3).

Durante a distribuição de atributos divinos que se seguiu à sua vitória, Zeus concedeu honras excepcionais à irmã mais velha / nova: ela se tornou a única deusa a ser cultuada em todas as casas e no templo de qualquer um dos deuses.

Consta que certa feita, ao se ver assediada constantemente por Apolo e Posídon, que a desejavam, refugiou-se junto a Zeus e conseguiu que ele avalizasse seu voto de permanecer sempre virgem.

Héstia personificava, portanto, a serenidade familiar, a inviolabilidade e a segurança do lar.

Representações e culto

[em andamento...]

Outras iluminuras

 
Héstia e Afrodite no colo de Dione.

Créditos das ilustrações

i0388Vesta → Ver comentários.
i1103Héstia e Afrodite no colo de Dione → Ver comentários.

Links externos

Imprenta

Artigo nº 0858
iniciado em 23/06/1999. Atualização: 02/05/2013.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Héstia. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0858. Consulta: 27/06/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 30/04/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017