logo
164
0164X

Zeus enfrenta Tífon

-540/-530

Hídria calcídica de figuras negras do Pintor da Inscrição. Vulci / Cena A

 
0164
Cena A.
 
0164a
Tífon / Detalhe da cena A
 
0164c
Luta entre Atalanta e Peleu / Cena B
AcervoMunique, Coleções Estatais de AntiguidadesInventário596Imagem“Bibi Saint-Pol”, 2007FonteWikimedia CommonsLicençaDomínio públicoIluminura0164
Comentários

No friso central da hídria, entre as alças, há duas cenas. A cena A (Ilum. 0164-64a) representa a luta entre Zeus e Tífon; a cena B (Ilum. 0164c), a luta de Atalanta e Peleu.

Zeus, armado com seus mortíferos raios, confronta o monstruoso Tífon, filho de Gaia e de Tártaro, algum tempo depois da gigantomaquia. Notem-se o nome do deus (ΖΕΥΣ) escrito claramente à sua direita, em caracteres arcaicos, as asas de Tífon e seus membros inferiores em forma de serpente (Ilum. 0164a), uma das convenções gráficas que identificam seres nascidos da terra (= Gaia).

Na Ilum. 0164b, vê-se Tífon em outra perspectiva; na Fig. 0228, panorama geral da cena A.

f0228
Fig. 0228. Friso central (cena A).

Abaixo (Fig. 0228), um panorama do vaso com a cena B (a parte central é mostrada na Ilum. 0164c).

f0229
Fig. 0229. Friso superior, friso do meio (cena B) e friso inferior.

A luta entre Atalanta e Peleu ocorreu durante os jogos fúnebres do rei Pélias; eles se enfrentam como dois lutadores em provas atléticas. Peleu compete nu, mas Atalanta usa uma curta túnica.

Conforme convenção dos decoradores de vasos de figuras negras, a pele de Atalanta está em cor branca e a dos homens, em cor negra. Atalanta, Peleu e Mopso e Clítio, dentre os que assistem à cena, têm o nome inscrito no alfabeto arcaico de Cálcis, Eubeia.

Ao fundo, no centro, se vê a cabeça e o couro de um javali, provável alusão ao javali de Cálidon.

No friso superior do vaso se vê uma cavalgada e, no inferior, uma sereia ao lado de panteras e aves.