Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO
250 palavras

Eros e Tártaro, amor e abismo

 
O universo de Homero

Eros e Tártaro originaram-se de desdobramentos ou partições do Caos primordial e, assim como ele, são entidades mais conceituais do que corpóreas. Ambos refletem, particularmente, o gosto dos antigos gregos pela personalização de abstrações.

0657

Eros (gr. Ἔρως), o amor, “o mais belo dentre os deuses imortais” (Hesíodo, Teogonia 120), representa o impulso amoroso que compeliu as primeiras divindades a se unir para gerar descendência. Esse Eros cosmogônico não deve ser confundido com o “travesso” Eros, filho de Afrodite; trata-se, aqui, de uma força primordial capaz de formar o mundo através da união de elementos individuais.

Tártaro (gr. Τάρταρος) era uma espécie de abismo distante, localizado bem abaixo de Gaia. Era uma região de trevas profundas e eternas, mais escuras que a noite, onde os deuses encarceravam em geral seus maiores inimigos, como por exemplo os titãs derrotados na titanomaquia.

Platão afirmava que as “almas” dos mortos eram julgadas após a morte e as que mereciam punição eram enviadas ao Tártaro (Platão, Górgias 523b). Depois do Período Clássico, Tártaro tornou-se praticamente sinônimo do Hades, nome do local onde permaneciam as sombras dos mortos.

Tártaro não era, como pareceu a princípio, uma entidade estéril. Muito tempo depois da criação do mundo, quando Zeus era já a divindade suprema, Gaia uniu-se a Tártaro e gerou o monstruoso Tífon, que lutou contra o próprio Zeus e quase o derrotou.

Iconografia e culto

O Eros primordial e Tártaro não foram representados pelos artistas gregos e nem eram cultuados.

Créditos das ilustrações

i0305O universo de Homero → Ver comentários.

Imprenta

Artigo nº 0657, publicado em 04/01/1999.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Eros e Tártaro, amor e abismo. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0657. Consulta: 24/03/2019.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 22/03/2019 ← novidades Contato Outras páginas do autor Créditos
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2019