logo

Hino homérico a Afrodite

Εἰς Ἀφροδίτην hymnus ad Venerem h. Ven. (= h. Hom. 5) -630 / -600
 
Afrodite e Anquises
página esquemática / provisória

O quinto hino a Afrodite (gr. Εἰς Ἀφροδίτην), o mais longo de todos, relata como Zeus humilhou Afrodite, a deusa do amor, fazendo-a amar o troiano Anquises, um simples mortal, e anuncia o nascimento do herói Eneias, filho de ambos.

Extensão: 293 versos.

Data: o hino parece ter sido criado nas últimas décadas do século VII a.C.

Coletâneas do Portal

Passagens selecionadas, com tradução:

Editio princeps: Florença, 1488.

Traduções para o português: Marquetti (2001), Gramacho (2003), Lima (2005) e Massi (2006).

A tradução de Flávia Regina Marquetti foi publicada, sem revisão, na edição brasileira dos Hinos (Ribeiro Jr., 2010).

[ texto inacabado... ]