As panateneias

Seção: religião grega
página esquemática / provisória
iiniCorrida de carruagens

Importante festival ateniense em honra de Palas Atena, iniciado pelo tirano Psístrato em -566. Ocorria a cada quatro anos, no terceiro ano após as Olimpíadas, com importantes competições e jogos atléticos. Algumas dessas competições eram restritas aos atenienses, outras a todos os gregos.

Além de grandiosos sacrifícios a Atena, Posídon e outros deuses e de uma solene procissão, imortalizada nos frisos do parthenon [Ilum. 1059], havia concursos de canto, de música e de poesia, entre eles o de recitação dos poemas homéricos. Os jogos atléticos, moldados nos jogos olímpicos, eram no entanto os mais valorizados. As modalidades eram o boxe, a luta, o pancrácio, o pentatlo e a corrida de carrugens, esta a de maior prestígio.

iÂnfora panatenaica

De -575 em diante, os vencedores recebiam um vaso com óleo das oliveiras sagradas, decorados de um lado com a imagem da deusa Atena, padroeira da pólis, e do outro com a representação artística da competição. Essa representação de Atena é chamada de Atena πρόμαχος, ‘que luta na frente da batalha’.

As provas atléticas eram disputadas, de -330 em diante, no estádio panatenaico construído por Licurgo. Reformado por Herodes Ático em AD 144 e abandonado depois do século III, quando o festival deixou de ocorrer, o estádio foi escavado e renovado entre 1870/1875. Em 1896, novamente reformado, sediou a abertura e o encerramento das primeiras olimpíadas do mundo moderno.