Eurípides / Suplicantes

Seção: literatura grega
Ἱκετίδες Supplices E. Supp. -424 / -420
página em construção
iiniEuadne se lança na pira de Capaneu

A tragédia Suplicantes (gr. Ἱκετίδες), de Eurípides, tem 1234 versos e foi representada em Atenas pela primeira vez entre -424 e -420. Nada sabemos sobre o concurso, a tetralogia ou os adversários do poeta nessa ocasião.

Argumento

O mito no qual a tragédia se baseia, o dos “sete contra Tebas”, pertence ao Ciclo tebano. Dispomos de uma curta e fragmentária hipótese, da autoria de Aristófanes de Bizâncio.

Argumento. Creonte, rei de Tebas, recusa-se a entregar os corpos de cinco dos chefes argivos que morreram tentando conquistar Tebas. Adrasto, o único sobrevivente, e as mães e os filhos dos heróis mortos vêm a Atenas pedir a ajuda de Teseu. Teseu recusa, inicialmente, mas acaba por se envolver em uma guerra contra os tebanos e, vencedor, recupera os corpos. Euadne, viúva de Capaneu, lança-se na pira em que o corpo do marido é cremado.

Dramatis personae
Etra mãe de Teseu, filha de Piteu, rei de Trezena Coro mulheres argivas, mães dos heróis mortos Teseu rei de Atenas, filho de Etra e de Egeu Adrasto rei de Argos, único sobrevivente dos Sete Arauto tebano Mensageiro de Argos Euadne viúva de Capaneu, um dos Sete Ífis herói argivo, pai de Euadne 2º Coro filhos dos heróis argivos mortos Atena deusa da sabedoria, protetora de Atenas

Personagens mudos: atendentes, arauto ateniense.

Mise en scène

A cena se passa em Elêusis, perto de Atenas. No fundo, a entrada do templo de Deméter e, à frente, um altar; à direita, um rochedo.

O protagonista fazia o papel de Adrasto; o deuteragonista, o de Teseu e de Euadne; e o tritagonista representava Etra, o Arauto, o Mensageiro, Ífis e Atena.

Resumo

Prólogo (1-41).

Párodo (42-86).

1º Episódio (87-364).

1º Estásimo (365-80).

2º Episódio (381-597).

2º Estásimo (598-633).

3º Episódio (634-777).

3º Estásimo (778-836).

4º Episódio (838-954).

4º Estásimo (955-79).

5º Episódio (981-1113).

5º Estásimo (1114-64).

Êxodo (1165-1234).

 

Manuscritos, edições e traduções

Suplicantes é um dos dramas em ordem alfabética da segunda família de manuscritos euripidianos, representada pelo Laurentianus pl. 32.2 (Biblioteca Laurenciana, Florença, 1300/1320) e suas cópias. Editio princeps: a Aldina (Veneza, 1503).

Principais edições isoladas da tragédia: Markland (1775), Wecklein (1912), Collard (1975, 1984) e Morwood (2007).

Traduções para o português: José Ribeiro Ferreira (2006).