Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

Aristófanes / Pluto

... ainda falta muito!...
MINUTA / ESBOÇO...
r

A comédia Pluto (gr. Πλοῦτος), de Aristófanes, é a última de suas peças completas que chegaram até nós. Foi representada pela primeira vez em -388, em Atenas, e acredita-se que dispomos do texto de uma reapresentação.

Pluto já faz parte da etapa conhecida por Comédia Intermediária, com cantos corais de pequena extensão e ausência de alusões políticas. A comédia faz apenas uma sátira social que envolve e interessa os cidadãos comuns de Atenas

Resumo

Os dois mais importantes personagens são o escravo Carion e Pluto, deus da riqueza, que no início da peça está completamente cego.

Manuscritos, edições, traduções

Aparentemente, a primeira tradução para o português é a de Américo C. Ramalho (1989). Registre-se, ainda, que o poeta português Miguel de Cabedo traduziu-a em 1547 para o latim, em versos.

Leitura complementar brpt

Américo C. Ramalho, Aristófanes. Pluto(A Riqueza), Brasília, Ed. UnB, 1999.

Links externos

Imprenta

Artigo nº 0747
Esboço preparado em 20/02/2002. Atualização: 19/10/2007.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Aristófanes / Pluto. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0747. Consulta: 30/05/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 30/04/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017