Tântalo

Seção: mitologia grega
iiniOrfeu encontra os grandes criminosos do Hades

Tântalo (gr. Τάνταλος), o mais antigo membro da família, era um dos filhos de Zeus. Riquíssimo, reinou na Frígia (ou na Lídia), perto do Monte Sípilo, e tinha livre acesso aos deuses e a seus banquetes.

Teve dois filhos famosos, Níobe e Pélops, que em dado momento emigraram da Ásia Menor para a Grécia e lá se estabeleceram.

Tântalo abusou da amizade e da confiança com que era distinguido pelos deuses, mas não há acordo sobre o motivo exato. Teria revelado segredos divinos, ou roubado o néctar e a ambrosia (alimentos divinos e exclusivos dos deuses) durante um banquete, ou ainda teria matado o próprio filho, Pélops, e servido seus pedaços aos deuses durante um banquete para por à prova a clarividência divina.

De qualquer modo, a punição da afronta foi exemplar: preso por toda a eternidade no Hades, Tântalo estava sempre mergulhado em água até o pescoço e sob uma árvore carregada de saborosos frutos. Sofria incessantemente fome e sede, mas quando tentava mergulhar e beber, a água fugia dele; quando levantava os braços para pegar os frutos, os galhos da árvore se moviam para fora de seu alcance.