020
0020X

Orfeu encontra os grandes criminosos do Hades

sæc. ii/iii

Mosaico romano policrômico

AcervoMuseu de Arte de San AntonioImagemKathleen CohenFonte / ©World Art DatabaseLicençaCC BY-NC 2.5Iluminura0020

Comentários

Orfeu, com uma lira na mão esquerda, adentra o Hades à procura da falecida Eurídice. O músico então se depara com três dos grandes criminosos da Mitologia Grega, culpados de crimes contra os deuses: uma das danaides, à sua direita; Tântalo, abaixo e à esquerda, dentro de um lago e sob uma árvore; Íxion, abaixo e à direita, preso a uma roda; e o barqueiro Caronte está entre os dois.

Fig. 0203. Tântalo, Sísifo e Íxion.

A Fig. 0203 mostra uma recriação moderna do mesmo tema, mas sem a presença de Orfeu. Pelo estilo, o desenho foi criado no século XIX, mas não há informações sobre seu autor.

Vê-se Tântalo à esquerda, dentro de um lago, tentando alcançar os frutos da árvore; no centro, Sísifo carrega uma enorme pedra; à direita, Íxion gira, eternamente preso à roda. O algoz de Íxion é uma das harpias, conforme concepções tardias dos tormentos infligidos no mundo dos mortos. Note-se a presença de chamas logo atrás dos criminosos, conceito estranho aos gregos.

Veja outras imagens da punição que os deuses deram aos grandes criminosos (danaides, Sísifo e Íxion) em Imagines alterae.