Sistemas políticos arcaicos

Seção: história grega
-750 a -480
página esquemática / provisória

Tensões de ordem econômica entre aristocracia fundiária, pequenos proprietários, artesãos, comerciantes e outros homens livres emergiram em diversas póleis e geraram grande instabilidade durante os séculos -VII e -VI.

iPeriandro de Corinto, fl. -627/-584

Para conter as crises internas e sedições geradas pela discórdia e pelos confrontos entre as classes sociais, fenômeno que os gregos chamavam de στάσις, ‘estase’, mudanças significativas ocorreram em grande parte das póleis.

Dois fenômenos, em particular, reduziram nessa época o poder dos aristocratas e aumentaram a participação das demais classes na política e na economia: o estabelecimento de leis escritas, implementadas muitas vezes por legisladores plenipotenciários e de sistemas políticos oligárquicos, e.g. a tirania, nem sempre instalados e mantidos pela força.

A intensa atividade legislativa arcaica se reflete no aparecimento de inscrições, como a de Drero em Creta (-650/-600), no advento de legisladores como Pítaco de Mitilene e Sólon de Atenas, e de tiranos como Cípselo e Periandro de Corinto.