logo

Sorano de Éfeso

Seção: ciência grega370 palavras
Σωρανός Soranus Medicus Sor. (fl. 98/138)

Sorano de Éfeso um dos mais destacados representantes da escola metodista de Medicina, nasceu em Éfeso e praticou a arte em Alexandria e Roma nas primeiras décadas do século II.

Biografia e obra

iBusto de Sorano de Éfeso (fl. 98/138).

Sorano viveu provavelmente entre as últimas décadas do século I e as primeiras décadas do século II, durante os reinos de Trajano (98/117) e de Adriano (117/138). Além do nome de seus pais, Menandro e Febe, nada sabemos de concreto sobre sua vida.

A ele são atribuídos uma vintena de tratados sobre diversas áreas da medicina, todavia é mais conhecido por suas contribuições à Ginecologia, à Obstetrícia, à Pediatria e, particularmente, pelo reconhecimento e valorização do trabalho das parteiras. Durante os últimos séculos do Período Greco-romano e o início da Idade Média, sua influência nessas áreas médicas foi muito grande, mas isso não significa que ele era o que hoje denominamos um “especialista”.

A julgar pelos seus escritos, Sorano conhecia muito bem a anatomia humana e as obras médicas de seus antecessores, a quem mencionava antes de apresentar suas ideias; vários fragmentos desses autores foram conservados graças a ele. Embora compartilhasse as teorias gerais dos metodistas, valorizava as variações refletidas pelas manifestações clínicas individuais ao delinear o tratamento necessário a cada paciente.

Era o único médico metodista respeitado por Galeno (Nutton 2004, p. 195).

Suda σ 871 e 872; Sorano, Ginecologia 2.20.44; Galeno 10.53 Kühn.

Obras sobreviventes

Em grego, chegaram até nós o tratado Γυναικείων, sobre as doenças das mulheres e dos recém-nascidos, em quatro livros, e dois pequenos tratados, talvez remanescentes de um outro de maior extensão: Περὶ σημείων καταγμάτων, ‘Dos sinais das fraturas’, e Περὶ ἐπιδέσμων, ‘Das bandagens’.

A Vida de Hipócrates, atribuída a Sorano por Tzetzes (Livro de histórias 7.986), é de autor desconhecido e devemos chamá-lo, consequentemente, de Pseudo-Sorano our [Sorano].

O texto latino De morbis acutis et chronicis (‘Das doenças agudas e crônicas’), do médico Célio Aureliano (fl. sæc. V), contém uma versão ou paráfrase do tratado de Sorano sobre as doenças agudas e crônicas, com cerca de 50 patologias. Interrogationes et responsiones (‘Perguntas e respostas’), outro texto médico de Aureliano, pode derivar também de textos perdidos de Sorano.