Entrevista com Daisi Malhadas

Seção: introdução à grécia antiga
iiniMulher sentada

Daisi Malhadas é professora aposentada de língua e literatura grega da UNESP, autora de textos para o ensino do grego antigo e para estudo da tragédia grega.

veja
links externos

É também uma das coordenadoras do Dicionário Grego-Português (Fig. 0032), publicado no final de 2006 pela Ateliê Editorial, atualmente disponível em formato digital.

Malhadas concedeu uma entrevista a Ernane Guimarães Neto, da Folha de São Paulo, em 25 de fevereiro de 2007, pouco depois do lançamento do fascículo 1 do Dicionário, a primeira obra dessa natureza publicada no Brasil. Eis alguns trechos:

Fig. 0032

P: O "Dicionário" irá ajudar a popularizar o estudo do grego ou se trata de um nicho estável?

R: Desde que comecei a estudar grego ouço falar da morte do grego. Nas universidades, é como o teatro — está sempre morrendo. Sempre haverá quem tenha vontade de estudar uma língua como o grego e sua literatura mais a fundo.

P: O conhecimento do grego é imprescindível para estudar filosofia ou literatura?

R: Perguntam-me para que estudar o grego desde que comecei a estudá-lo. Eu procurava justificativas — como ser uma das origens da língua portuguesa, da filosofia, uma literatura da qual se originam gêneros atuais...

Atualmente digo que o grego não é produto de supermercado. Não vou procurar uma fórmula para que serve; o grego tem a beleza da arte, é importante em si.