Sófocles / Fragmentos satíricos

Seção: literatura grega
FragmentaSoph. F
página esquemática / provisória

Sófocles compôs numerosos dramas satíricos, porém nenhum deles sobreviveu na íntegra.

O menos incompleto dos dramas satíricos fragmentários é Os rastejadores (F 314), com cerca de 450 versos quase completos.

A edição padrão de todos os fragmentos de Sófocles é a Stefan Radt (TrGF 4, 1999.

O texto já foi traduzido para o português por Dias Palmeira (1973) e por Teresa Virgínia Ribeiro Barbosa (2012). Uma versão intitulada Os rastejadores de Oxirrinco, baseado no texto de Sófocles, foi apresentada por Tony Harrison em 1988.

Os dramas Os amantes de Aquiles e Ínaco também têm fragmentos significativos, todavia bem menos extensos do que os de Rastejadores.

Eis o título de outras obras fragmentárias que, com certeza, são dramas satíricos: Anfiarau, O pequeno Dioniso, Héracles no Cabo Tenaro, O pequeno Héracles, Héracles, A desmedida (Hýbris), Cedalion, O julgamento, Os patetas, Momo , Eneu (?) e Salmoneu .

É provável que o drama Ínaco seja também de natureza satírica.