logo

Papo de Alexandria

Seção: ciência grega
Πάππος Pappus Mathematicus Papp.c. 290 / 350

Um dos últimos matemáticos gregos, notável por as seus extensos comentários sobre as realizações dos matemáticos anteriores.

Vida e obra

Papo viveu no final do Período Greco-romano, época de estagnação da matemática grega. A única data conhecida, c. 320, se refere a um eclipse solar[1] observado por ele em Alexandria. Deve ter vivido, portanto, mais ou menos entre 290 e 350.

De suas atividades, sabemos apenas que ensinava matemática em Alexandria e que tinha um filho chamado Hermodoro.

Todos os outros dados disponíveis (Suid. s.u. Πάππος) praticamente se limitam à sua obra mais importante, Μαθηματικῶν συναγωγῶν βιβλία, ‘Coleção de Livros de Matemática’, ou simplesmente Συναγωγή, ‘Coleção’ (lat. Collectiones, no pl.).

Suas contribuições pessoais à matemática foram relativamente pequenas, todavia os estudos e observações sobre seus predecessores é inestimável.

Papo também escreveu comentários sobre Os Elementos de Euclides e outras obras que se perderam: ‘Descrição do mundo conhecido’ (gr. Χορογραφία οἰκουμενική), ‘Rios da Líbia’ (gr. Ποταμοὺς τοὺς ἐν Λιβύηι) e ‘Interpretação dos Sonhos’ (gr. Ὀνειροκριτικά).

Aparentemente, apenas o comentário sobre Ptolomeu pertence às ciências matemáticas; os demais textos se relacionam com a geografia e com a psicologia.

Seu estilo é conciso, claro e elegante.

Textos

Fragmentos

Da Coleção, originalmente em oito livros, temos os seis últimos e algumas partes do segundo.

Da ‘Memória sobre o Quarto Livro do Almagesto de Ptolomeu’ (gr. Εἰς τὰ τέσσαρα βιβλία τοῦ Πατολεμαίου μεγάλης Συντάξεως ὑπόμνημα), restam partes dos livros V e VI.

Os comentários sobre Euclides foram parcialmente conservados por Proclo.

Sinopses