093
0093X

A “cratera de Zeus”

-1400/-1350

Cratera-ânfora micênica decorada. Enkomi, Chipre / detalhe da cena A

AcervoNicósia, Museu (Arqueológico) de ChipreImagemМолли, 07/08/2014Fonte / ©Wikimedia CommonsLicençaCC BY-SA 4.0Iluminura0093

Comentários

Nesta cena narrativa com decoração própria do estilo pictórico, guerreiros dirigem uma biga, carruagem puxada por dois cavalos. À sua frente, homem ou divindade com uma balança; mais abaixo, um arqueiro.

É possível que se trate da mais antiga representação de uma cena da Ilíada, em que Zeus pesa na balança o destino dos heróis na próxima batalha (v. Ilíada 8.68-77).

A ideia de pesar o mérito ou o destino de alguém em uma balança não é, de modo algum, exclusividade da cultura grega. Muito antes os egípcios, por exemplo, ilustravam esse conceito em seus "Livros dos Mortos", que acompanhavam o corpo do defunto à sepultura e descreviam sua jornada à outra vida.

Na cena da Fig. 0133a, datada do 19ª Dinastia, o falecido Ani é guiado pelo deus Anúbis até enorme balança que compara o peso de seu coração com o de uma pena, símbolo de Maat, a justiça. À direita, entronizado, está Osíris, deus do mundo subterrâneo, e o deus Thot se prepara para registrar o resultado.

Mais informações sobre o Papiro de Ani e outra rara cena narrativa do Período Micênico disponíveis em iluminuras relacionadas.