911
0911X

Homo heidelbergensis

400.000 anos ap

Crânio Arago XXI. Caune de l'Arago, Tautavel

AcervoTautavel, Museu de Pré-HistóriaImagemClaude Valette, 24/05/2014Fonte / ©FlickRLicençaCC BY-ND 2.0Iluminura0911

Comentários

Os mais antigos fósseis do Homo heidelbergensis, nosso ancestral imediato, datam de 500.000 anos AP, aproximadamente. A capacidade cerebral média, por volta de 1200 ml, é intermediária entre a do Homo erectus e a nossa.

Fig. 0070. Esquerda, crânio de Petralona, Grécia; direita, crânio de Cro-Magnon, França.

Embora os traços faciais do crânio sejam mais leves do que os do Homo erectus, são bem mais robustos que os dos humanos atuais. O crânio mostrado acima é o “Arago XXI”, descoberto em 1971 por Henry de Lumley em Arago, na França meridional, e apelidado de homem de Tautavel.

A Fig. 0070 mostra uma comparação do perfil do H. heidelbergensis (crânio de Petralona, ver Fig. 0067) e do H. sapiens (crânio de Cro-Magnon, ver Fig. 0001).

Mais informações sobre o Homem de Petralona em Imagines alterae e sobre o Homem de Tautavel em nexus externi.

Etapa cultural: Paleolítico Inferior.