510
0510X

Vaso miniano

c. -1750/-1550

Cântaro não decorado de Lerna V. Argólida

AcervoMuseu Arqueológico de ArgosFonte / ©Jeremy B. Rutter, Prehistoric Archaeology of the AegeanLicençaCC BY-NC-SA 3.0Iluminura0510

Comentários

Alguns dos vasos minianos mais característicos do Heládico Médio tinham duas alças bem amplas, como neste exemplo, um cântaro. Aa decoração em geral era monocrômica.

A técnica conhecida por miniana utilizava vários tipos de argila, a rápida roda de oleiro e um processo especial de cozimento, que resultava na característica sensação saponácea ao toque. Havia as variedades cinza (Grécia Central e Peloponeso), negra (Peloponeso), vermelha (Ática, Egina) e amarela; o formato era bastante variado. Não é verdade que se tentava imitar os vasos contemporâneos de metal.

Essa cerâmica é, aparentemente, evolução direta da cerâmica produzida pela cultura de Tirinto no final do Heládico Antigo (-2200/-2150), atribuída a populações que chegaram ao Peloponeso vindos da Grécia Central.