354
0354X

Procissão sacrificial

-540/-520

Placa votiva de madeira com pintura policrômica. Caverna Saftoulis, Pitsá (perto de Sicíon) / Placa A

AcervoAtenas, Museu Arqueológico NacionalInventário16464Imagem“Marsyas”, 2005Fonte / ©Wikimedia CommonsLicençaCC BY-SA 2.5Iluminura0354

Comentários

A cena dessa placa pintada (gr. πίναξ) de 15×30 cm, oferenda votiva dedicada às ninfas, representa uma procissão sacrificial. Os caracteres das inscrições, em maiúsculas, pertencem ao antigo alfabeto coríntio.

A figura da extrema esquerda, mais alta dos que as demais, está meio apagada e, a mim e a alguns pesquisadores, parece do sexo masculino; outros defendem é do sexo feminino (Gaifman 2008, p. 87). As outras figuras do cortejo estão bem nítidas: duas moças de cabelos longos, três rapazes e outra moça com cabelo curto.

Um dos rapazes toca um aulo; outro, uma lira; e um terceiro conduz um carneiro. A moça de cabelos curtos têm uma bandeja na mão esquerda e derrama no altar, com a mão direita, o conteúdo de uma enócoa (libação ritual).

As inscrições diante da face das duas moças mais altas indicam seus nomes: Εὐθυδίκα, Eutydíca, e Εὐκολίς, Eukolís[1].

A inscrição mais longa, apagada em vários lugares, margeia as bordas superior e direita da placa: [ἀ]νέθεκε ταῖς νύμφαις, ‘dedicou(-me) às ninfas’ (superior), e ---]ο Κορίνθιος, ‘... de Corinto’ (à direita).

A placa é, provavelmente, a oferenda votiva de uma família às ninfas. O nome que antecede o epíteto está quase completamente apagado... como raramente os artistas assinavam suas obras, provavelmente o nome apagado é o do “pai de família” que deixou a oferenda na gruta. Se considerarmente contíguas as inscrições das bordas, teríamos então:

[ἀ]νέθεκε ταῖς νύμφαις ... -------]ο Κορίνθιος (...)o de Corinto dedicou(-me) às ninfas