1379a
1379aX

A estela de Hediste

-200/-150

Estela fúnebre pintada. Demétrias, Macedônia
clichê antigo

 
1379
A estela de Hediste / imagem principal
 
1379a
clichê antigo
AcervoMuseu Arqueológico de VolosInventárioΛ1ImagemÉmile Gilliéron, père (Arbanitopoulos 1928, pl. II)Fonte / ©Universität Heidelberg / Digitale BibliothekLicençaDomínio públicoIluminura1379a

Comentários

Na parte inferior da cena está Hediste, em seu leito de morte, velada provavelmente pelo marido; um pouco afastada e ao lado do leito, de pé, mulher idosa (a parteira?) segura o filho natimorto. Na parte superior, à porta do quarto, uma outra figura feminina (uma serva?) vê a cena de longe.

Alguns detalhes estão meio apagados, mas as cores estão ainda visíveis e a disposição das figuras em três planos dá ideia de profundidade.

Há uma inscrição abaixo da imagem, em dísticos elegíacos:

Λυπρὸν ἐφ' Ἡδίστηι Μοῖραι τότε νῆμα ἀπ' ἀτράκτων     κλῶσαν, ὅτε ὠδίνος νύμφη ἀπηντίασεν· σχετλίη. Οὑ γὰρ ἔμελλε τὸ νήπιον ἀνκαλιεῖσθαι,     μαστῶι τε ἀρδεύσειν χεῖλος ἑοῖο βρέφους. ἕν γὰρ ἐσεῖδε φάος καὶ ἀπήγαγεν εἰς ἕνα τύμβον     τοὺς δισσούς, ἀκρίτως τοῖσδε μολοῦσα, Τύχη. Penoso fio para Hediste trançaram as Moiras em seus     fusos quando ela, jovem esposa, teve as dores do parto; infeliz! Não estava destinada a segurar seu filho,     nem a molhar os lábios de seu bebê no peito. Ele viu a luz uma vez e para um só túmulo Tique     conduziu os dois, atingindo-os sem distinção.

A cena representada na estela ilustra admiravelmente a narrativa do epitáfio, composto em tons épicos e heroicos (Salowey 1986, p. 251-5).