Græcia Antiqua
i0911
Homo heidelbergensis
400.000 anos AP
Crânio Arago XXI. Caune de l'Arago, Tautavel.
acervo
Tautavel, Museu de Pré-História
imagem
Claude Valette, 24/05/2014
fonte
licença

Os mais antigos fósseis do Homo heidelbergensis, nosso ancestral imediato, datam de 500.000 anos AP, aproximadamente. A capacidade cerebral média, por volta de 1200 ml, é intermediária entre a do Homo erectus e a nossa.

Fig. 0070. Esquerda, crânio de Petralona, Grécia; direita, crânio de Cro-Magnon, França.

Embora os traços faciais do crânio sejam mais leves do que os do Homo erectus, são bem mais robustos que os dos humanos atuais. O crânio mostrado acima é o “Arago XXI”, descoberto em 1971 por Henry de Lumley em Arago, na França meridional, e apelidado de homem de Tautavel.

A Fig. 0070 mostra uma comparação do perfil do H. heidelbergensis (crânio de Petralona, ver Fig. 0067) e do H. sapiens (crânio de Cro-Magnon, ver Fig. 0001).

Mais informações sobre o Homem de Petralona em Imagines alterae e sobre o Homem de Tautavel em nexus externi.

Etapa cultural: Paleolítico Inferior.

créditos adicionais
0070Desenho de Dário J. Alves Ribeiro, 1999. → / CC BY-NC-ND 4.0.
links externos
a iluminura no portal
iluminuras relacionadas
 
O homem de Petralona.
Museu de Geologia-Paleontologia da Universidade Aristóteles de Tessalônica
 
Homo sapiens.

Imprenta

Ilustração nº 0911
publicada em 08/05/1998.
Licença dos comentários: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Homo heidelbergensis. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/img.asp?num=0911. Consulta: 21/07/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 30/04/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017