Græcia Antiqua

Atena na Guerra de Troia

588
exp
Grupo de mármore da parte central do frontão oeste do Templo de Afaia, Egina.
-500/-490
 
0588
Imagem principal.
 
0588a
Reconstrução conjetural (Furtwängler, 1906, pl. 128-9).
 
0588b
Composição das figuras.
 
0588c
Acrotério.
 
0588d
Vista frontal esquerda do grupo central, vista posterior de “Páris”.
 
0588e
Páris e guerreiro que se ergue.
 
0588f
Guerreiro caído à esquerda de Atena.
 
0588g
Guerreiros à direita de Atena.
 
0588h
Atena pintada, vista frontal.
 
0588i
Páris pintado, vista lateral esquerda.
 
0588j
“Páris” pintado, vista posterior.
grupo
imagem
Carole Raddato, 31/05/2013
fonte
licença
græcia antiqua
Iluminura 0588

A cena mostra, provavelmente, uma das lutas entre gregos e troianos descritas na mitologia (ver reconstituição conjetural, Fig. 0588a-b). Atena, que favoreceu os gregos durante a Guerra de Troia, está no centro da composição, em tamanho maior. Os guerreiros não foram identificados, mas é provável que se trate de uma cena dessa Guerra, uma vez que Ájax e Teucro, filhos de Telamon, e Aquiles, filho de Peleu, dela participaram e eram netos de Éaco, mítico rei de Egina.

Deusa e guerreiros do frontão oeste foram esculpidos pelo menos 10 anos antes das esculturas do outro frontão. As figuras ainda têm, além do leve sorriso arcaico, uma certa rigidez, característica das obras do Período Arcaico. A ação é simétrica e centrífuga, isto é, parte do centro onde está Atena e flui para os dois cantos da composição. Algumas figuras são estáticas, outras relativamente dinâmicas.

Na Fig. 0588c vê-se o acrotério, ladeado de duas figuras femininas (a ninfa Egina e Afaia, talvez); na Fig. 0588d, a maravilhosa estátua da deusa Atena e dos guerreiros que a cercam, de outro ângulo. Logo depois desses guerreiros, há dois arqueiros ajoelhados, um de cada lado; o mais bem conservado, tradicionalmente denominado Páris (Fig. 0588d-e) devido ao barrete frígio, está à direita de Atena, na frente de outro guerreiro que começa a se erguer (Fig. 0588e e 0588g). Nos dois cantos há figuras de guerreiros caídos (Fig. 0588f-g).

Originalmente, diversas partes dos templos gregos eram pintadas, inclusive as esculturas dos frontões. Veja, nas Fig. 0588h-j, reconstituições policrômicas de Atena e de Páris da exposição « Bunte Götter », ‘Deuses pintados’, na versão mostrada em Atenas. Estudo: Vinzenze Brinkmann. Restauração: Sylvia Kellner e Olaf Herzog. Pintura: Ulrike Koch-Brinkmann e Sylvia Kellner.

Veja também uma reconstrução Templo de Afaia e outras informações em iluminuras relacionadas (Fig. 0584) e também as esculturas do frontão leste (Fig. 0601). Compare, particularmente, os guerreiros caídos e os arqueiros dos dois frontões.

referências
Adolf Furtwängler, Aegina. Das Heiligtum der Aphaia, München, K.B. Akademie der Wissenschaften, 1906.
iluminuras relacionadas
 
0584
Templo de Afaia em Egina
 
0601
Guerreiro caído em Troia
a iluminura no portal
imprenta
Ilustração nº 0588, publicada em 05/01/2002. Última atualização: 24/07/2016.Licença dos comentários: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Atena na Guerra de Troia. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/img.asp?num=0588. Consulta: 19/05/2019.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 22/03/2019 ← novidades Contato Outras páginas do autor Créditos
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2019