logo
489
0489X

O palácio de Kato Zakros

-1700/-1450

Vista do sudeste. Kato Zakros, Creta

 
0489
O palácio de Kato Zakros / imagem principal
 
0489a
Oficinas da ala sudoeste
 
0489b
Escadaria da área oeste
 
0489c
Ranhuras para fundir bronze (vila)
 
0489d
Sala das tabuinhas
 
0489e
Uma das piscinas
 
0489f
Pátio e sala de cerimônias
 
0489g
Banco de pedra
 
0489h
Bacia lustral no canto nordeste
ImagemPeter StewartFonteFlickRLicençaCC BY-NC 2.0Iluminura0489
Comentários

O palácio, escavado em 1961 pelo arqueólogo grego Nikolaos Platon, fica 45 quilômetros a leste de Sítia, junto ao litoral, e cobre uma área de 4.250 m2. Embora construído por volta de -1900, as ruínas atuais datam da última reconstrução, iniciada por volta de -1700 após um terremoto. As novas edificações, erguidas praticamente sobre a mesma planta da antiga, foram destruídas definitivamente pelo fogo em -1450.

Como os demais palácios minoicos, há um pátio central (detalhe na Fig. 0489f) ao lado de uma sala de cerimônias, e alas com várias salas de formato quadrado ou retangular, entremeadas de corredores labirínticos. A entrada principal é voltada para o leste e se liga diretamente ao porto. A ala oeste contém o templo, a bacia lustral, o salão de cerimônias, a sala de banquetes, a sala de arquivos e o tesouro; a ala sul, o setor de artesanato; a ala leste, os apartamentos reais, o poço, a piscina e a fonte; a ala norte, principalmente, salas de armazenagem e cozinhas. O palácio era cercado, no lado norte, por uma espécie de vila com residências de funcionários (não é, propriamente, uma cidade), de certa forma parte do complexo palacial.

As Ilum. 0489a-h mostram vários detalhes do palácio e da vila. Compare com o plano do palácio na época da destruição (Fig. 0058) para se localizar:

Fig. 0058. Plano. Dois tanques de água estão representados em cinza; as demais dependências estão identificadas por letras. D - Despensa, C - Cozinha (embaixo) e sala de jantar (em cima), X - Casa de banho, E - Entradas, G - Altar, M - Aposentos reais, B - Sala das tabuinhas, T - Templo, S - Salões nes, A - Oficina dos artífices.

É difícil o acesso ao palácio por terra e, sem dúvida, sua importância se devia à posição estratégica do porto, voltado diretamente para Chipre, Sírio-Palestina e Egito.

A área específica do palácio, destruído pelo fogo em -1450, é de aproximadamente 4.250 m2. Há mais informações de natureza arqueológica em links externos.

Etapa cultural: Minoico Médio e Recente.