Græcia Antiqua
i0448
Eneu, Ágrio, Peribeia e Diomedes
-360 / -320
Cena de hídria de figuras vermelhas de Paestum, atribuída a Píton.

A cena representa, provavelmente, uma tragédia perdida de Eurípides, Eneu, relacionada de longe com a lenda da Caça ao Javali de Cálidon. Ágrio, capturado por seu irmão Eneu, está preso sobre um altar, acima do qual há um bucrânio[1]. Uma erínia emerge do chão, com serpentes em volta da cabeça e nas duas mãos.

À esquerda do altar estão Diomedes, sem barba, espada na mão direita e lança na mão esquerda, Peribeia e o idoso rei Eneu, de barba e cabelos brancos, bastão ou cetro na mão direita.

Nos vasos, as cenas das tragédias eram mostradas como a própria realidade e raramente os atores e a encenação eram representados como tal. O mesmo não ocorria com as comédias, como se pode ver na Fig. 0083 (iluminuras relacionadas).

Veja também, na Fig. 1016, outra cena com um bucrânio, objeto que marca o ambiente sagrado.

notas
  1. O bucrânio (gr. βουκράνιον) é um ornamento arquitetônico greco-romano inspirado numa cabeça descarnada de boi (Dicionário Aurélio, s.v.)
iluminuras relacionadas
 
Zeus, Alcmena e Hermes.
Cidade do Vaticano, Museus Vaticanos
 
Exposição do bebê Egisto.

Imprenta

Ilustração nº 0448
publicada em 18/05/2001. atualização: 06/10/2015.
Licença dos comentários: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Eneu, Ágrio, Peribeia e Diomedes. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/img.asp?num=0448. Consulta: 23/06/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 30/04/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017