logo
351
0351X

Duelo de hoplitas, Apolo e Ártemis

c. -630

Cena de ânfora “meliana” (Paros) de estilo orientalizante. Melos

AcervoAtenas, Museu Arqueológico NacionalInventário3961 (911)ImagemS. Tsavdaroglou, M. Skiadaresis e N. Kontos, 1977FonteEkdotike Athenon S.A.LicençaAutorizada - só no PortalIluminura0351
Comentários

O lado principal da ânfora (lado A) tem três cenas com figuras, duas delas narrativas; a cena 1 é a da pança ou ventre, a cena 2 é a do pesçoco ou colo, e a cena 3 é a do pé do vaso. Entre a cena 1 e a cena 2, há um friso com aves aquáticas e, entre a cena 2 e a cena 3, outro com ornamentos geométricos (folhas estilizadas).

Fig. 0180. Duelo de hoplitas. Lado A, cena 2 (colo).

Na cena 2, dois hoplitas se enfrentam. O da esquerda tem cabelos longos e usa capacete, couraça, grevas (protetores de perna), espada, escudo redondo e lança; o da direita tem equipamento semelhante, mas o cabelo está encondido pelo capacete. No fundo, entre os dois, outra armadura, com capacete, couraça e grevas.

Segundo Karouzou (o.c.), esses guerreiros são Aquiles e Mêmnon, duelando em um dos muitos episódios da Guerra de Troia. Se aceitarmos essa interpretação, a mulher atrás de Aquiles deve ser sua mãe, a nereida Tétis, e a que está atrás de Mêmnon só pode ser Éos, a Aurora, mãe dele. Na falta de inscrições e atributos específicos, há todavia várias possibilidades, e.g. Diomedes e Ájax disputando a armadura de Sarpédon (Pereira Filho 2011, p. 46, cf. Ilíada 23.798-825).

Fig. 0181. Donzelas, Apolo e Ártemis. Lado A, cena 1 (pança).

Na cena 1, Apolo surge da esquerda em carruagem puxada por quatro cavalos alados, uma lira nas mãos, seguido por duas donzelas — musas ou Donzelas Hiperbóreas (Pereira Filho 2011, p. 45). O cortejo pára diante de Ártemis, na extrema direita, que por sua vez tem uma corça, animal a ela consagrado, presa na mão direita.

A terceira cena, no pé da ânfora, mostra apenas duas personagens femininas com brincos.

Etapa cultural: Período orientalizante.