Græcia Antiqua
i0016
Escola de Atenas
1511
 
0016a
Platão e Aristóteles.
 
0016b
Sócrates, Alcibíades, Xenofonte.
 
0016c
Hipátia e Parmênides.
 
0016d
Heráclito.
 
0016e
Euclides e discípulos.
Afresco de Rafael (Raffaelo Sanzio, 1483/1520).
acervo
Cidade do Vaticano, Museus Vaticanos
imagem
Oro1, 06/08/2011
licença

Nessa obra famosa, pintada por Rafael em uma sala do Palácio do Vaticano por encomenda do Papa Júlio II, diversos filósofos gregos e não gregos de diferentes épocas, além de vários cientistas, estão entretidos em animada conversação. Rafael representou, de forma idealizada e do ponto de vista renascentista, as mais importantes figuras da filosofia e da ciência do Mundo Greco-Romano.

Cada pequena área, cada uma das figuras da cena tem relevância e importância particular para os eruditos da época. Darei, a seguir, apenas os detalhes da cena central e de algumas outras poucas cenas.

Platão e Aristóteles, os dois filósofos gregos que mais influenciaram o pensamento ocidental, ocupam o centro do afresco e dominam toda a cena (Fig. 0016a). Platão, já muito idoso, aponta para o céu com a mão direita, gesto que representa a teoria das formas (abstrata e intangível); o jovem e vigoroso Aristóteles, seu discípulo dileto, gesticula também com a direita em direção à terra, o que representa a percepção pelos sentidos, base de sua concreta teoria do conhecimento. Recorrendo a uma imperfeita simplificação, podemos dizer que Platão defende os méritos do idealismo, enquanto Aristóteles defende os do realismo. Ambos carregam livros. Platão tem em mãos o Timeu, um de seus diálogos mais estudados pelos renascentistas; Aristóteles segura o seu livro Ética a Nicômaco.

Na Fig. 0016b, vemos o filósofo Sócrates em ação, argumentando perante diversos ouvintes. Diante dele, da esquerda para a direita, observamos Xenofonte de Atenas, com uniforme militar; Ésquines; e Alcibíades que, segundo um dos diálogos de Platão, O Banquete, estava apaixonado pelo mestre de forma nada intelectual. Mais abaixo, a filósofa neoplatônica Hipatia de Alexandria e o pré-socrático Parmênides de Eleia, mostrados de corpo inteiro na Fig. 0016c.

O filósofo Heráclito de Éfeso, segundo a tradição, era avesso ao convívio social. É mostrado, consequentemente, isolado dos demais, sentado na escadaria (Fig. 0016d), onde pensa e escreve. Essa parte da obra foi pintada por Michelângelo (1475/1564).

Um dos cientistas representados por Rafael é o matemático Euclides (Fig. 0016e). Inclinado sobre uma lousa com um compasso na mão, ele demonstra um de seus teoremas a um grupo de discípulos atentos.

Há mais informações sobre a Escola de Atenas em links externos.

Detalhe da imagem ilustra a página inicial da área FILOSOFIA, que dá acesso às seguintes seções:

Introdução à filosofia grega
Doxografia e fontes
Filósofos pré-socráticos
Sócrates
Platão
Aristóteles
Outros filósofos do século -IV
O cinismo
Ceticismo e medioplatonismo
O epicurismo
O estoicismo
O neoplatonismo

Imprenta

Ilustração nº 0016
publicada em 15/06/2000. atualização: 13/09/2008.
Licença dos comentários: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Escola de Atenas. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/img.asp?num=0016. Consulta: 30/05/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 30/04/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017