Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

Felipe II e Alexandre III

... ainda falta muito!...
MINUTA / ESBOÇO...
r
 
O mosaico de Alexandre

A segunda metade do século -IV marca a participação da Macedônia, reino situado nas terras ao norte da Tessália, nas disputas entre as póleis gregas independes. Através de seus reis Felipe II e Alexandre III, os macedônios vieram a dominar e unificar todos os territórios gregos.

Depois de -338, data da Batalha de Queroneia, as póleis gregas nunca mais foram independentes.

Felipe II

Efígie de Felipe II

Felipe II (-382/-336), rei da Macedônia de -359 a -336, conhecia muito bem a cultura grega. Viveu como refém em Tebas, de -369 a -367 e teve o filósofo Aristóteles como tutor de seu filho Alexandre de -342 a -335. Quando ascendeu ao trono, uniu as desorganizadas tribos de sua região, derrotou os bárbaros do norte, montou poderoso exército e passou a controlar praticamente todos os vizinhos, inclusive a Tessália (-353 a -346). O exército macedônio, sob seu comando, se tornou formidável máquina de guerra (e de dissuasão).

Hábil general, mas também arguto negociador e diplomata, Felipe conseguiu unificar, sob seu comando, as póleis gregas politica e economicamente enfraquecidas pelas sucessivas guerras que se seguiram à Guerra do Peloponeso.

De acordo com as exigências do momento, Felipe recorria a intrigas, a subornos, a diplomacia de alto nível e, em último caso, ao exército... Os gregos tentaram resistir de várias formas, mas depois da derrota de tebanos, atenienses e aliados em Queroneia (-338), tiveram de se submeter ao rei macedônio em -337.

Com todos os estados importantes da Península Balcânica sob seu controle, Felipe almejava dominar também o Império Persa, tradicional inimigo dos gregos, mas foi assassinado em Pela, capital da Macedônia, enquanto seus exércitos chegavam à Ásia Menor.

[ em andamento ]

Alexandre III

Alexandre III da Macedônia (-363/-323), popularmente conhecido por Alexandre, o Grande, era filho e herdeiro de Felipe II, a despeito de alguns entreveros com o rei; sua mãe era do Épiro e se chamava Olímpia. Consta que foi educado por Aristóteles de -342 até sua ascenção ao trono e que participou da Batalha de Queroneia ao lado do pai. Tornou-se rei da Macedônia com apenas 21 anos.

Busto de Alexandre III

Em -335, os tebanos se revoltaram contra os macedônios, com a ajuda de Demóstenes e de ouro da Pérsia, mas foram fragorosamente derrotados. Alexandre decidiu fazer de Tebas um exemplo: a cidade foi arrasada e seus habitantes, escravizados.

Em -334, Alexandre deixou regentes para cuidar da Macedônia e da Grécia e, juntamente com um espantoso exército de 5.500 cavaleiros e 43.000 soldados a pé, dos quais 15.000 formavam a célebre falange macedônica, atravessou o Helesponto e atacou os persas.

Do ponto de vista militar, Alexandre era ainda melhor do que Felipe, além de contar com um exército muito mais bem treinado. A despeito de seu poderio, em -330 o rei persa, Dario III, havia sido definitivamente derrotado e Alexandre agora dominava a Macedônia, a Grécia e o Império Persa.

Alexandre continuou sua marcha para o leste e atingiu a Índia em -327. O rei queria ir adiante, mas os relutantes e exaustos soldados se rebelaram e o enorme exército finalmente iniciou o retorno à Europa. Alexandre chegou à Babilônia em -323, mas caiu doente e morreu no dia 10 de junho desse ano.

Os generais de Alexandre herdaram e dividiram o enorme império macedônico, grego e persa logo depois de sua morte, que marca o fim do Período Clássico e início do Período Helenístico.

[ em andamento ]

Outras iluminuras

 
Planície de Queroneia.
In situ
 
Entrada da tumba de Felipe II.

Créditos das ilustrações

i0779O mosaico de Alexandre → Ver comentários.
i0541Felipe II da Macedônia → Ver comentários.
i0800Alexandre III da Macedônia (-356/-323) → Ver comentários.
i0497Planície de Queroneia → Ver comentários.
i0256Entrada da tumba de Felipe II → Ver comentários.

Imprenta

Artigo nº 1134
Esboço preparado em 16/01/2017.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Felipe II e Alexandre III. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=1134. Consulta: 19/10/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 30/04/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017