Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

Antigas lendas da Ática

Boa parte dos mitos da Ática, território onde se localiza Atenas, gira em torno dos reis que governaram a pólis antes dos reformadores e tiranos dos tempos históricos.

Os atenienses sustentavam que os primitivos habitantes da região eram autóctones[1], assim como os primeiros reis (e.g. Hdt. 7.161; E. Ion 20-21 e 29-30; Pl. Mx. 245d), que teriam implantado as regras da civilização e consolidado a posse da Ática.

Vários personagens não aparentados, como Cécrops e Crânao, estão entre os primeiros membros da realeza ateniense. Do ponto de vista mítico, no entanto, a mais importante família real é a dos dos Erectidas, que começou com Erictônio:

O nono rei de Atenas, Teseu, é o único que conhecemos relativamente bem; os mitos associados a ele, assim como os dos argonautas Calais e Zetes, de Prócris e de Oritia, estão descritos em outras partes do Portal. Os outros reis e seus parentes são mais conhecidos por terem inspirado os poetas trágicos e cômicos do Período Clássico e por serem cultuados em alguns locais de Atenas.

Fontes antigas

Até o século -V, a genealogia e os mitos associados aos reis da Ática ou de Atenas eram escassos e um tanto confusos. Os reis foram mencionados de forma isolada por Homero (sæc. -VIII), pelo autor da Danaida[2] (sæc. -VI), por Píndaro (-518/-438) e por Heródoto (-484/-425), entre outros. Helânico (-496/-411) deve ter sido o primeiro erudito a tentar organizar os diversos personagens em uma genealogia coerente.

A mais antiga sistematização das lendas da casa real de Atenas que chegou até nós é a do autor do Mármore de Paros (FGrH 239, sæc. -III). Vieram, depois dele, a de Castor de Rodes (FGrH 250 Fr. 4, sæc. -I) e a do Pseudo-Apolodoro (sæc. I/II).

Note-se, finalmente, que listas e genealogias dos reis atenienses são puramente míticas e não têm qualquer fundamentação histórica.

Notas

  1. Os autóctones (gr. αὐτόχθονες), lit. ‘do próprio solo’, na Grécia Antiga, eram personagens — geralmente heróis — nativos da Ática, da Beócia e do Peloponeso, principalmente, que teriam surgido do próprio solo, em contraposição aos que teriam migrado de outras regiões e se estabelecido por lá em épocas remotas. Eles não eram, necessariamente, filhos de Gaia, como os gigantes e outros personagens míticos.
  2. A Danaida (gr. Δαναΐς), de autor desconhecido, é um poema épico de 6.500 versos dos quais restam apenas três pequenos fragmentos. Data aproximada: sæc. -VI (West, 1985, p. 136).

Em outras partes do Portal

Imprenta

Artigo nº 1106
publicado em 28/09/2016.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Antigas lendas da Ática. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=1106. Consulta: 24/11/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 10/11/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017