logo

Xenofonte de Éfeso / Efesíacas

Ξενοφῶν Xenophon Ephesius Scriptor Eroticus Xen. Ephes. Sæc. I
página esquemática / provisória

Escreveu o romance Efesíacas em meados do século I e é só o que sabemos a seu respeito.

Efesíacas (gr. Ἐφεσιακά) ou ‘As aventuras de Habrocomes e Antia’ (gr. Τὰ κατὰ Ἀνθίαν καὶ Ἁβροκόμην), é atribuído desde a Antiguidade a um certo Xenofonte de Éfeso, de quem nada se sabe. Segundo O'Sullivan (1994), é possível até que o autor não se chamava Xenofonte e não era de Éfeso...

O texto é conhecido por um único manuscrito, o Laurentianus Conventi Soppressi 627 (antigo Casinensis, sæc. XIII), conservado na Biblioteca Laurenciana de Florença. Segundo a Suda, o romance foi escrito em 10 livros, mas como a versão do Laurentianus contém um relato completo em apenas cinco livros, é possível que tenhamos em mãos apenas a epítome da obra original.

Esse romance tem particular interesse para os leitores modernos, pois algumas de suas partes certamente serviram de inspiração para a história de Romeu e Julieta, popularizada por Shakespeare na tragédia homônima escrita entre 1591 e 1595.

Editio princeps: Cocchi (Londres, 1726).

Edições modernas: Dalmeyda (Paris, 1926), O'Sullivan (Leipzig, 2005) e Henderson (Cambridge e Londres, 2009).

Tradução para o português: Ruas (2000).

 

leia mais