logo

As Cíclades

página em construção

As Cíclades receberam esse nome porque as ilhas do arquipélago se dispõem em forma de círculo (gr. κύκλος) ao redor da ilha de Delos, mítico local de nascimento do deus Apolo.

Dentre as mais importantes, Ceos, Citnos, Sérifo, Sifno e Melos ficam a oeste; Paros e Naxos, mais ou menos no centro; Tera, ao sul; e Amorgos, a leste.

Fig. 0165. As principais ilhas das Cíclades e do Dodecaneso.

Todas são de pequena extensão, têm origem predominantemente vulcânica e resultam de movimentos de aproximação da placa tectônica africana em direção à Europa. Muitas são também ricas em calcáreos e mármore e todas são montanhosas e áridas, porém com bons portos naturais.

Desde a Idade do Bronze as Cíclades atuaram como ponto estratégico de apoio ao intensivo comércio marítimo entre a Grécia Continental e a Ásia Menor, notadamente Melos e Naxos. Durante o Bronze Antigo as ilhas tinham cultura própria, mas posteriormente caíram sob a influência dos minoicos e dos micênios.

Na Antiguidade, algumas ilhas se destacaram igualmente pelos seus minérios: a obsidiana[1] de Melos, o ouro e a prata de Sifnos, o mármore de Paros. As comunidades historicamente mais importantes foram as das ilhas de Ceos, de Delos, sede de importante culto dedicado a Apolo, com um famoso oráculo, de Naxos, de Paros, de Tera e de Melos.

 

leia mais