Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

Eurípides / Troianas 969-1003

TRADUÇÃO

Passagem do 3º episódio (860-1059) da tragédia, com a réplica de Hécuba aos argumentos que Helena enumerou em sua súplica a Menelau. A tradução, já publicada (Lafer, 2008, p. 267-8), é de Mary Lafer, da USP.

HÉCUBA  Primeiro, das deusas me tornarei aliada 970  e irei mostrar que a fala dessa aí não é justa.  Pois não creio que Hera ou a virgem Palas[1]  tenham cometido tal tolice,  a ponto de uma vender Argos aos bárbaros  e Palas dar Atenas aos frígios como escrava. 975  Não foram ao Ida por brincadeira ou vanidade  a respeito de suas aparências: por que a divina  Hera tanto almejaria ser a mais bela?  Conseguiria um esposo melhor do que Zeus?  Ou Atena procura núpcias com um dos deuses, 980  ela que ao pai solicitou a virgindade  esquivando-se do leito? Não faças as deusas de tolas  ao enfeitar tua infeliz ação. Sábios não persuadirás!  Cípris[2], disseste — e isso é muito engraçado —  foi com meu filho à casa de Menelau. Ora, 985  ela não poderia ficar em sossego no céu  e levar-te a Ilion, com Amiclas inteira?  Belíssimo era estimado ser meu filho  e teu espírito ao vê-lo na própria Cípris se tornou.  Para os mortais Afrodite é todo o desvairio 990  e certo é que seu nome com afronesia conflui.  Vendo-o com suas vestimentas de bárbaro,  reluzindo em ouro, teu espírito ensandeceu.  Pois andavas em Argos tendo parcos recursos,  mas tão logo de Esparta te apartaste, na cidade frígia, 995  por onde ouro escorre, esperaste te inundar  em bens abundantes: não te era suficiente a casa  de Menelau para que pudesses te livrar à luxúria.  Seja! Pela força, dizes, meu filho te levou, disso  algum espartano se deu conta? Qual grito 1000  deste, estando vivo Cástor e seu irmão  não estando ainda ambos entre as estrelas?  Depois que vieste a Troia e os argivos  no teu encalço, uma tormentosa guerra aconteceu.
TEXTO GREGO
a

Notas

  1. Palas (gr. Παλλάς) é um epíteto associado à deusa Atena, que em muitos textos é chamada de ‘Palas Atena’ (e.g. Il. 1.200).
  2. Afrodite, assim como outros deuses, era muitas vezes evocada através de epítetos. Uma das versões de seu nascimento conta que ela nasceu perto da ilha de Citera, nas Cíclades; daí o epíteto ‘citereia’ (gr. Κυθέρεια). O culto a Afrodite tinha grande importância na ilha de Chipre e, por isso, a deusa era também chamada de “cíprica”, ou Cípris (gr. Κύπρις).

Referências

Mary de Camargo Neves Lafer, Helena X Hécuba: Eurípedes, As Troianas 94-1032, Letras Clássicas 12, 267-70, 2008. [disponível on line]

Imprenta

Artigo nº 1000
publicado em 30/12/2014.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Eurípides / Troianas 969-1003. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=1000. Consulta: 23/04/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 25/03/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017