Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

Baquílides / Fr. 4.61-8

TRADUÇÃO

A passagem pertence ao fragmento de um peã, hino em homenagem a Apolo.

Para Apolo Pitaeu[1] em Asine
(...) e a altiva Irene deu à luz,
para os mortais, riqueza
e flores das canções de palavras doces;
sobre altares artisticamente trabalhados,
para os deuses, o queimar na amarela chama de coxas
de bois e de ovelhas de longos pelos;
e, para os jovens, exercícios corporais
e cuidar de tocar o aulos e cantar nos festivais.
TEXTO GREGO
a

Notas

  1. Pitaeu é uma transliteração do gr. Πυθαεύς, epíteto de Apolo em Lindo, Corinto, Esparta e outros lugares. A palavra tem o mesmo radical de Πυθώ, ‘Pitô’, nome de Delfos em épocas remotas.

Imprenta

Artigo nº 0920
publicado em 15/02/1999. Atualização: 05/02/2014.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Baquílides / Fr. 4.61-8. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0920. Consulta: 22/03/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 19/02/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017