Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

Licofron

Licofron (gr. Λυκόφρων) nasceu em Cálcis, Eubeia, era poeta trágico e também um erudito (gr. γραμματικός[1]). Não deve ser confundido com o Pseudo-Licofron, desconhecido autor do poema Alexandra.

Vida e obra

Fontes: D.L. 2.133 e 140, Tz. ad Lyc. e Chil. 8.204, Suid. s.u. Λυκόφρων.

Liconfron viveu no início do século -III e iniciou suas atividades na biblioteca de Alexandria por volta de -284. Segundo Tzetzes, era filho natural ou adotivo do historiador Lico de Régio e foi encarregado pelo rei Ptolomeu II Filadelfo (-308/-246), em pessoa, de estudar os poetas cômicos.

Escreveu, provavelmente, um estudo sobre a comédia (ou simplesmente editou os poetas cômicos), pelo menos vinte tragédias e uma quantidade desconhecida de dramas satíricos. Chegaram até nós apenas o título de suas tragédias (v.g. Éolo, Andrômeda, Héracles, Hipólito, Laio, Édipo, Penteu e Telégono, entre outras), quatro versos da tragédia Pelópidas e fragmentos do drama satírico Menedemo, em que "homenageou" o filósofo Menedemo de Erétria (D.L. 2.140).

Licofron foi incluído, posteriormente, na Plêiade alexandrina de poetas trágicos[2].

Os fragmentos de Licofron podem ser encontrados, atualmente, no primeiro volume dos TrGF, editado por Snell e Kannicht (1986).

Notas

  1. Os antigos gramáticos (lat. sg. grammaticus), sobre quem Suetônio (c. 69/140) fala extensivamente em sua obra De Grammaticis, não eram “professores de gramática” no sentido mais moderno do termo. A principal atividade desses gramáticos era a explicação dos textos e, consequentemente, estão mais próximo dos “professores de literatura” de nossa época... Os eruditos que estudavam os antigos textos na Biblioteca de Alexandria e em outros centros do saber eram também muitas vezes chamados de “gramáticos”.
    E. Julien, Les Professeurs de littérature de l´ancienne Rome ..., Paris, Delagrave, 1886.
  2. A Plêiade, lista de poetas trágicos tradicionalmente atribuída a Aristófanes de Bizâncio (c. -257/-180) ou a Aristarco de Samotrácia (c. -216/-144), da biblioteca de Alexandria, era constituída por Homero de Bizâncio, Filico, Licofron, Alexandre da Etólia, Sosíteo de Alexandria, Eantides e Sosífanes de Siracusa. A lista tem, no entanto, outras versões e os nomes que a compõem variam.

Imprenta

Artigo nº 0835
publicado em 03/05/2009.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Licofron. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0835. Consulta: 24/06/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 30/04/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017