Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

Níobe

 
Ártemis, Apolo, nióbidas, Héracles e guerreiros

Níobe (gr. Νιόβη), filha de Tântalo e irmã de Pélops, saiu da Ásia para se casar com outro filho de Zeus, Anfíon, famoso músico que reinava em Tebas. Teve muitos filhos e filhas (a quantidade varia conforme a fonte).

A rainha estava tão orgulhosa e feliz com sua prole, que cometeu o erro de se declarar superior à deusa Letó, que tivera somente dois filhos, Apolo e Ártemis. A deusa se ofendeu, é claro, e pediu aos filhos que a vingassem. Apolo matou então, com suas flechas, todos os rapazes; Ártemis fez o mesmo a todas as moças. Em algumas versões, o próprio Anfíon foi morto ao tentar defender os filhos.

Na versão mais antiga, a da Ilíada, as crianças foram sepultadas pelos próprios deuses, onze dias após sua morte. Relatos mais recentes informam que Níobe, cheia de dor, voltou para junto de Tântalo, na Ásia, e tanto chorava que os outros deuses se apiedaram dela: transformaram-na numa rocha perto do Monte Sípilo, de onde uma nascente vertia água constantemente.

Créditos das ilustrações

i0048Ártemis, Apolo, nióbidas, Héracles e guerreiros → Ver comentários.

Em outras partes do Portal

Links externos

Imprenta

Artigo nº 0681
publicado em 17/02/1998.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Níobe. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0681. Consulta: 16/12/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 10/11/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017