Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO
450 palavras

As inscrições silábicas

 
Inscrição arcaica no silabário cipriota

Os gregos utilizaram, no passado, dois tipos de escrita silábica; a linear B e a cipriota silábica. A maior parte das inscrições de razoável extensão em linear B foi já decifrada, assim como praticamente todas as inscrições cipriotas arcaicas e clássicas. As inscrições ciprominoicas da Idade do Bronze, por outro lado, não foram decifradas até o momento.

Inscrições em linear B

A escrita grega mais utilizada na Idade do Bronze, a linear B, foi conservada, notadamente, em conjuntos de tabuinhas de argila, em vasos de cerâmica e em alguns nódulos de argila datados dos séculos -XIII e -XII. Não foram encontrados, até o momento, anais, listas reais, tratados, cartas, leis ou textos literários similares aos arquivos em caracteres cuneiformes do Oriente Médio; apenas registros contábeis, breves, lacônicos e sem data.

As tabuinhas, quanto à forma, podem ser de dois tipos: tabuinhas-página, mais altas do que largas, com várias linhas escritas; ou tabuinhas-folha, longas e estreitas, com uma ou duas linhas paralelas ao eixo mais longo. O maior problema dos epigrafistas é a reconstituição das inscrições, dificultada pelo estado altamente fragmentário das tabuinhas.

Tradicionalmente, as inscrições são identificadas de acordo com o local onde foram encontradas pelos arqueólogos, por determinados temas (séries) e por um número que identifica a tabuinha. Eis os locais em que foram encontradas quantidades significativas de inscrições e as siglas tradicionais:

Sigla Local Quantidade Exemplo Descrição
KN Cnossos c. 4360 KN Co 907 Cnossos, série "Co" (animais selvagens), nº 907
PY Pilos 1087 PY Jn 829 Pilos, série "Jn" (bronze e ouro), nº 829
TH Tebas 337    
MY Micenas 73    
TI Tirinto 27    
KH Cânia 4    

As quantidades tabeladas se referem às tabuinhas já descritas em publicações especializadas. Pilos, Tebas, Micenas e Tirinto ficam na Grécia Continental; Cnossos e Cânia, em Creta.

Inscrições no silabário cipriota

As mais antigas inscrições cipriotas do Bronze Recente, ditas ciprominoicas, são hieroglíficas, semelhantes à escrita linear A cretense [Ilum. 0683]. Os sinais mais recentes parecem ter dado origem, nos séculos seguintes, ao silabário cipriota.

As inscrições do silabário cipriota, que se prestavam à escrita da língua grega e de uma língua não grega, o “eteocipriota”, datam dos séculos -XI a -IV e foram encontradas notadamente em templos, cemitérios e póleis de Chipre. A grande maioria é da direita para a esquerda.

Elas são em geral abreviadas de acordo com a edição padrão das inscrições. As mais antigas foram reunidas, por exemplo, nas Inscriptions in the Cypriot Syllabary (ICS), publicadas por Masson em 1983.

Iluminuras complementares

Referências

O. Masson, Les Inscriptions cypriotes syllabiques: recueil critique et commenté. Paris, De Boccard, 1983.

Leitura complementar brpt

J.T. Hooker, C.B.F. Walker, W.V. Davies et al., Lendo o Passado: do Cuneiforme ao Alfabeto, trad. S. Medeiros et al. São Paulo, Melhoramentos e EdUSP, 1996.

Créditos das ilustrações

i0845Inscrição arcaica no silabário cipriota → Ver comentários.
i0683Escrita ciprominoica → Ver comentários.
i0059Inscrição em linear B de Pilos → Ver comentários.

Em outras partes do Portal

Imprenta

Artigo nº 0607, publicado em 05/05/2007.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. As inscrições silábicas. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0607. Consulta: 15/10/2019.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 12/09/2019 ← novidades Contato Outras páginas do autor Créditos
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2019