Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

Eurípides / Troianas

... faltam algumas partes!
EM CONSTRUÇÃO...
c
 
O desespero de Hécuba

Tragédia de Eurípides com 1332 versos, apresentada nas Dionísias Urbanas de -415. Troianas (gr. Τρωιάδες) era a terceira tragédia de uma trilogia temática, relacionada com a Guerra de Troia, premiada com o segundo lugar.

As outras tragédias, Alexandre e Palamedes, assim como o drama satírico Sísifo, se perderam.

Hipótese

Após a queda de Troia, as mulheres são escravizadas e aguardam o embarque para os novos lares. Taltíbio, o arauto, anuncia à desesperada Hécuba que Polixena, sua filha, será sacrificada, e que seu neto Astiánax será morto; posteriormente, o corpo de Astiánax é entregue a Hécuba e a Andrômaca. Helena, mantida entre as cativas troianas, tenta se reconciliar com Menelau enquanto espera o embarque, a despeito dos esforços de Hécuba.

Dramatis personae
Posídon deus dos mares, irmão de Zeus e tio de Atena Atena deusa da sabedoria, filha de Zeus e sobrinha de Posídon Hécuba ex-rainha de Troia, viúva de Príamo Coro mulheres troianas escravizadas pelos gregos Taltíbio arauto de Agamêmnon Cassandra filha de Hécuba, escrava de Agamêmnon Andrômaca viúva de Heitor, irmão de Cassandra e filho de Hécuba Menelau rei de Esparta, ex-marido de Helena, irmão de Agamêmnon, Helena ex-esposa de Menelau, viúva de Páris, irmão de Cassandra
Mise en scène

A cena se passa no acampamento dos gregos na planície troiana, não muito distante da cidade de Troia, que arde em chamas. No centro, a tenda das escravas troianas.

O protagonista fazia o papel de Hécuba; o deuteragonista, o de Posídon, Taltíbio e Menelau; e o tritagonista representava Atena, Cassandra, Andrômaca e Helena.

Resumo

Os 1132 versos da tragédia se distribuem em mais ou menos 50 páginas da edição de Barlow (1986), na qual este resumo se baseia.

Prólogo. Posídon (1-97) e Hécuba (98-152).

Párodo. Coro (153-234).

1º episódio. Taltíbio, Hécuba, Cassandra (235-510).

1º estásimo. Coro (511-567).

2º episódio. Andrômaca, Hécuba, Taltíbio (568-798).

2º estásimo. Coro (799-859).

3º episódio. Menelau, Hécuba, Helena (860-1059).

3º estásimo. Coro (1060-1117).

Êxodo. Taltíbio, Hécuba, corpo de Astiánax (1118-1132).

[ texto inacabado... ]

Manuscritos, edições e traduções

Os manuscritos de Troianas pertencem à primeira família, a das peças selecionadas. As três fontes mais importantes são o Codex graecus 909 ("V", fim do sæc. XIII) e Codex Palatinus Graecus 287 ("P", início do sæc. XIV), ambos atualmente conservados na Biblioteca do Vaticano; e o Harley 5743 ("Q", fim do sæc. XV), da British Library, Londres.

Editio princeps: a Aldina (Veneza, 1503). Principais edições isoladas da tragédia: Grégoire e Parmentier (Paris, 1925); Taccone (Torino, 1937); Schiassi (Firenze, 1953); Biehl (Leipzig, 1970); Lee (Basigstoke and London, 1976); Barlow (Warminster, 1986).

Traduções para o português: Rocha Pereira (1996) e Christian Werner (2004).

Referências

Shirley A. Barlow, Euripides: Trojan Women, Warminster, Aris & Phillips, 1986.

Leitura complementar brpt

M. Helena da Rocha Pereira, Eurípides, As troianas, Lisboa, Edições 70, 1996. J.P. Sartre, As Troianas (adaptado de Eurípides), trad. R.R. Silva, São Paulo, DIFEL, 1966. C. Werner, Eurípides. Duas tragédias gregas: Hécuba e Troianas, São Paulo, Martins Fontes, 2005.

Créditos das ilustrações

i1130O desespero de Hécuba → Ver comentários.

Links externos

Imprenta

Artigo nº 0515
iniciado em 10/01/2004. Atualização: 20/05/2005.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Eurípides / Troianas. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0515. Consulta: 22/03/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 19/02/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017