Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

O Neolítico em Creta

 
Cerâmica neolítica de Creta

Em Creta, o neolítico parece ter começado um pouco depois da Grécia continental, por volta de -6000. A fase acerâmica foi breve e durou apenas alguns séculos.

Fase acerâmica

As casas da aldeia de Cnossos, o estabelecimento mais antigo que conhecemos (-6100/-5700) da fase acerâmica[1], eram retangulares, com paredes de barro ou de tijolos de barro, e uma ou mais divisões.

Foram encontradas algumas estatuetas de barro e instrumentos de obsidiana[2] proveniente de Melos.

Fase cerâmica

O principal estabelecimento de Creta com evidências de cerâmica é Cnossos (-5700/-3700). Há também sinais de ocupação neolítica mais recente (-3600/-2800) em locais como Festos, por exemplo, e em cavernas e grutas da região central de Creta. A cerâmica mais recente tinha semelhanças com a da Grécia Continental.

Fig. 0001. Plano esquemático de habitação. Cnossos, Creta, -3600/-2800. O número 1 assinala lareiras.

As casas cretenses eram retangulares, geralmente com uma ou mais divisões, e em Cnossos uma delas tinha cerca de 15 cômodos (-3600/-2800). Já se praticava a tecelegem, moldava-se pequenas estatuetas femininas de barro e a descoberta de um osso trabalhado em forma de assobio pode ser a mais antiga evidência de música no Egeu.

Crianças pequenas eram enterradas a princípio fora das casas (-5700/-3700), mas durante todo o resto do Neolítico há evidências de sepultamentos de crianças e adultos somente nas grutas.

Outras iluminuras

 
Deusa-mãe neolítica II.
 
Estatueta masculina neolítica.
 
Machados neolíticos de Creta.

Notas

  1. A fase pré-cerâmica (ou “acerâmica”) do Neolítico da Tessália (Grécia), Creta e Chipre tem paralelos na Sírio-Palestina (Jericó, -8000/-7000) e na Anatólia (Hacilar, -7000/-5700, e Çatal Hüyük, -6500/-5900). É uma das evidências do íntimo relacionamento cultural entre o Egeu, a Ásia Menor e a Sírio-Palestina no início do Neolítico.
  2. A obsidiana é uma rocha vulcânica de cor negra e aspecto vitrificado, muito utilizada na confecção de facas, pontas de flecha e outros artefatos durante o Paleolítico, Mesolítico, Neolítico e Idade do Bronze. No Egeu, a principal fonte de obsidiana era a ilha de Melos, nas Cíclades.
    Imagem: lâminas de obsidiana de Melos, Cíclades. Zdeněk Kratochvíl, CC BY-SA 4.0.

Créditos das ilustrações

i0727Cerâmica neolítica de Creta → Ver comentários.
0001Esboço de Wilson A. Ribeiro Jr., 1999. Apud Hood (1969, p. 29)/ Fair use.
i0739Deusa-mãe neolítica II → Ver comentários.
i0728Estatueta masculina neolítica → Ver comentários.
i1157Machados neolíticos de Creta → Ver comentários.

Links externos

Imprenta

Artigo nº 0294
publicado em 06/07/2000.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. O Neolítico em Creta. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0294. Consulta: 27/06/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 30/04/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017