Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

Mimnermo / Fr. 1

TRADUÇÃO

A despeito do lamento pelo implacável avanço da idade e pela perda dos atrativos da juventude, a passagem (Fr. 1 West) corresponde, de certa forma, a uma elegia amorosa.

Que vida, que prazer há sem a dourada Afrodite?    Que eu morra, quando a mim nenhuma dessas coisas interessar: um amor secreto, os deliciosos dons e os prazeres do leito,    que são ardorosas flores da juventude 5 para homens e mulheres. E quando chega a dolorosa    velhice, que enquanto dura deixa o homem feio e mau, sempre lhe oprimem o coração tristes pensamentos,    não se encanta contemplando o sol, é detestado pelas crianças e desprezado pelas mulheres: 10    assim penosa o deus[1] fez a velhice.
TEXTO GREGO
a

Notas

  1. Zeus, provavelmente (Gerber, 1999, p. 81, n. 2).

Referências

Douglas E. Gerber, Greek Elegiac Poetry, Cambridge and London, Harvard University Press, 1999.

Imprenta

Artigo nº 0111
publicado em 15/02/1999.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Mimnermo / Fr. 1. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0111. Consulta: 23/10/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 30/04/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017