Græcia Antiqua INTRODUÇÃOARTECIÊNCIASFILOSOFIAGEOGRAFIAHISTÓRIALÍNGUALITERATURAMITOLOGIAMÚSICARELIGIÃO

Melodias

 
Músico, musas, máscaras teatrais e poeta trágico

Da música grega antiga sobreviveram apenas fragmentos esparsos de diferentes épocas. Três, gravados na pedra de monumentos; quatro, transmitidos por manuscritos; os demais, recuperados a partir de papiros.

Essas fontes, com raras exceções, não são totalmente inteligíveis e têm várias lacunas significativas. Graças ao paciente trabalho dos historiadores da música e de imaginosas reconstituições podemos, no entanto, ouvir atualmente alguns pálidos exemplos do que deve ter sido a antiga música grega.

Fragmentos musicais conhecidos

Eis os fragmentos musicais mais significantes que chegaram até nós e que permitiram razoáveis reconstituições:

Ifigênia em Áulis, de Eurípides
Nove versos (784-792) de um estásimo da tragédia. Biblioteca da Universidade de Leyde, papiro nº 510, c. -250
Orestes, de Eurípides
Doze linhas (322-328 e 339-344) de um estásimo da tragédia. Biblioteca Nacional de Viena, papiro G 2315, sæc. -II
Hino a Apolo Délfico nº 1, anônimo
Peã com quatro estrofes quase completas. Inscrição no Museu Arqueológico de Delfos, sæc. -I
Hino a Apolo Délfico nº 2, de Limênio
Peã com dez estrofes bem conservadas. Inscrição no Museu Arqueológico de Delfos, sæc. -I. [Ilum. 0822]
Epitáfio de Seikilos, anônimo
Doze linhas, conservadas integralmente. Inscrição no Museu de Copenhagen, inv. 14897, sæc. I/II
Fragmentos épicos de Oslo, anônimos
Quinze versos com notação vocal ritmada. Oslo, papiro 1413, sæc. I/II
Obras de Mesomedes
Quatro poemas com notação musical completa: duas curtas Invocações à Musa, um Hino ao Sol, um Hino a Nêmesis. Manuscrito bizantino do século XIII/XVI

Eurípides é muito conhecido por suas tragédias; acredita-se que, assim como os demais poetas trágicos, compunha também as melodias que acompanhavam a declamação dos versos. De Limênio (gr. Λιμήνιος), filho de Thoinos (c. -128), nada mais se sabe. Mesomedes (gr. Μεσομήδης) era músico da corte na época do Imperador Adriano (76/138).

Publicações

Atualmente, reconstruções artisticas em CD, algumas gravadas com instrumentos de época, podem ser encontradas em lojas especializadas, ou encomendados pela Internet:

  • Annie Bélis et l´Ensemble Kérylos. Musiques de l´Antiquité Grecque. K617, 1996.
  • Christodoulos Halaris. Hellenic Odes, from ancient Greece to Byzantium (5th B.C.-15th A.D). Orata, 2001.
  • Christodoulos Halaris. Music of Ancient Greece. Orata, 2003.
  • De Organographia (Gayle Neuman, Philip Neuman, William Gavin). Music of the Ancient Greeks. Pandourion Records, 1997.
  • Gregorio Paniagua / Atrium Musicæ de Madrid. Musique de la Grèce Antique. Arles: Harmonia Mundi, 1979.
  • cd
  • Petros Tambouris. ΜΕΛΟΣ ΑΡΧΑΙΟΝ. Secular Music of Greek Antiquity, 4 v. FM Records, s/d.

Destaque especial merece a página Ancient Greek Music, de Stefan Hagel, da Austrian Academy of Sciences. Praticamente todos os fragmentos já publicados foram recuperados e estão disponíveis on line em formato MIDI e Realplayer.

A propósito, os trechos do Orestes e do Hino Délfico a Apolo (coluna à direita) foram gentilmente autorizados por Stefan Hagel.

Créditos das ilustrações

i0346Músico, musas, máscaras teatrais e poeta trágico → Ver comentários.

Links externos

Imprenta

Artigo nº 0022
publicado em 24/01/1998. Atualização: 02/09/2005.
Licença: CC BY-NC-ND 4.0
Como citar esta página:
RIBEIRO JR., W.A. Melodias. Portal Graecia Antiqua, São Carlos. URL: greciantiga.org/arquivo.asp?num=0022. Consulta: 16/12/2017.
 
Portal Grécia Antiga ISBN 1679-5709 On-line desde 04/11/1997 f   t   i   i Sobre o Portal Ajuda FAQs Mapa do site Termos de uso 10/11/2017 ← novidades Contato Outras páginas do autor
 Wilson A. Ribeiro Jr., 1997-2017